Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.326,24
    +1.658,59 (+1,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.809,43
    -422,77 (-0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,57
    +1,14 (+1,33%)
     
  • OURO

    1.842,80
    +30,40 (+1,68%)
     
  • BTC-USD

    42.004,83
    +360,34 (+0,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    998,40
    +3,65 (+0,37%)
     
  • S&P500

    4.577,53
    +0,42 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    35.309,92
    -58,55 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.589,66
    +26,11 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.254,50
    +48,50 (+0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1987
    -0,1084 (-1,72%)
     

Ibovespa acumula alta em 2022 pela primeira vez

·4 min de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL - 09-05-2015: Bolsa de Valores brasileira. (Diego Padgurschi /Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL - 09-05-2015: Bolsa de Valores brasileira. (Diego Padgurschi /Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os setores de commodities e de varejo levantaram a Bolsa de Valores brasileira nesta quarta-feira (12). Investidores também não estremeceram diante da maior alta da inflação nos Estados Unidos em quase 40 anos, o que favoreceu as ações e reduziu a pressão sobre câmbio e juros.

O Ibovespa, índice de referência da Bolsa, subiu 1,84%, fechando com 105.685 pontos. Esse resultado levou o mercado de ações do país a acumular ganho de 0,82% em 2022. É a primeira vez neste ano que o indicador fecha no azul. Fazendo movimento inverso, o dólar caiu 0,78%, a R$ 5,5350.

No mesmo dia em que aumentou preços dos combustíveis nas refinarias, a Petrobras teve as suas ações preferenciais valorizadas em 3,05%. A estatal deu a maior contribuição para a alta do Ibovespa na sessão.

O aumento dos combustíveis ocorre em meio à alta do petróleo no mercado internacional. O barril do Brent subiu 1,21%, a US$ 84,73 (R$ 471,14).

Diante da relutância de governos em adotar restrições para a contenção da variante ômicron, os preços da commodity avançam com a expectativa cada vez maior de que a demanda por combustível aumentará. O preço do barril pode fechar 2022 na casa dos US$ 100 (R$ 556), disseram analistas à agência Reuters.

Setores de mineração e siderurgia avançavam diante da valorização do minério de ferro na China. O mercado espera um pacote de estímulos do governo chinês, o que tem gerado "um mix positivo para o Ibovespa", destacou a Nova Futura. As ações ordinárias da Vale fecharam em alta de 1,09%, dando a segunda maior contribuição positiva ao Ibovespa.

Shoppings e grandes redes do varejo brasileiro concentraram as maiores altas entre as empresas que integram o Ibovespa.

Balanço de vendas do quarto trimestre da Multiplan direcionaram os ganhos do setor, segundo Ygor Altero, gerente de real estate da XP. "Os padrões de venda mostraram recuperação muito forte", afirmou.

A rede de centros de compras informou nesta quarta que seus estabelecimentos ultrapassaram pela primeira vez o nível verificado em 2019, ou seja, antes da pandemia.

As vendas somaram R$ 5,6 bilhões, alta de 8,1% sobre o faturado no mesmo período de 2019. Segundo a empresa, as vendas do quarto trimestre foram as maiores já registradas em um único trimestre na história da Multiplan. O segmento de vestuário cresceu 19%, afirmou a empresa.

As ações da Multiplan subiram 6,54%. No mesmo ramo, Iguatemi e BR Malls avançaram 8,31% e 5,93%, respectivamente.

Magazine Luiza e Lojas Renner tiveram alta de 7,5% e 5,98%, nessa ordem.

Varejistas também foram beneficiados na sessão pelo achatamento das curvas de juros futuros, segundo Rodrigo Crespi, analista da Guide. "Esses são ativos da economia doméstica, que são muito sujeitos à curva de juros", comentou Crespi.

Os juros dos contratos DI (Depósitos Interbancários) para 2025, por exemplo, recuaram 0,33 ponto percentual, a 11,19% ao ano. É a primeira queda após sete altas consecutivas. Juros mais baixos reduzem o custo operacional de empresas dependentes de crédito.

Analistas atribuíram a diminuição da curva de juros no Brasil à ausência de surpresas na divulgação da inflação de dezembro nos Estados Unidos. Apesar de a alta anual de 7% no ano passado ter sido a maior desde 1982, o indicador veio em linha com as projeções de especialistas.

Isso diminuiu a expectativa de investidores sobre novos anúncios de aceleração da alta dos juros nos Estados Unidos, o que no Brasil poderia resultar em pressão sobre o câmbio e, consequentemente, sobre inflação e juros.

A escalada da inflação nos Estados Unidos têm forçado o Fed (Federal Reserve, o banco central americano) a discutir a aceleração da retirada de estímulos econômicos criados para o enfrentamento da crise da pandemia. O aumento dos juros está no centro do debate da política monetária no país.

Juros mais altos tornam investimentos no Tesouro americano mais interessantes e, consequentemente, atraem capital outrora aplicado em bolsas. Economias emergentes, como a brasileira, são particularmente prejudicadas por esse processo.

A ausência de surpresas quanto à inflação ajudou o mercado americano a fechar em alta. Os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiram 0,11%, 0,28% e 0,23%, respectivamente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos