Mercado fechado

Ibovespa acompanha recuperação do exterior e sobe 0,81%

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 08.08.2011: Painéis de indicadores econômicos na Bovespa, em São Paulo. (Foto: Alessandro Shinoda/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em dia de recuperação para o mercado financeiro global, a Bolsa brasileira registrou alta de 0,81%, a 115.556 pontos nesta terça-feira (4). O giro financeiro ficou dentro da média diária para o ano de R$ 23,097 bilhões.

A alta do Ibovespa foi impulsionada por Petrobras e Vale. As ações ordinárias (com direito a voto) da petroleira subiram 2,5%, enquanto as preferenciais tiveram alta de 1,6%. A mineradora subiu 2,5%.

Na segunda (3), o índice subiu 0,76% depois de acumular queda de 3,9% na semana passada com o temor de investidores ao coronavírus. Já o dólar, que recuou 0,8% na segunda, a voltou a ganhar força, e subiu 0,21%, a R$ 4,2590. Ao lado do peso argentino, o real teve o pior desempenho desta terça.

No exterior, a Bolsa de tecnologia Nasdaq bateu seu recorde histórico, a 9.467 pontos, alta de 2,10%. Dow Jones subiu 1,44% e a S&P 500, 1,50%.

O governo chinês prepara medidas de estímulo à economia, abalada pelo surto de coronavírus. Devem ser aprovados mais gastos, isenção de impostos e subsídios para setores atingidos, além de maior afrouxamento monetário para estimular e reduzir os custos de empréstimos bancários, de acordo com a Reuters.

O banco central da China já injetou 1,7 trilhão de iuanes (US$ 242,74 bilhões) na economia nos últimos dois dias por meio de operações de mercado aberto, numa tentativa de restaurar a confiança dos investidores, à medida que os mercados globais operavam com aversão ao risco de impacto do vírus.