Mercado fechado

Ibovespa abre em queda com coronavírus e prévia do PIB no radar

Poliana Santos
Ibovespa abre em queda com coronavírus e prévia do PIB no radar

O Ibovespa abre o mercado em queda nesta sexta-feira (14) com coronavírus, prévia do PIB, dados do desemprego e swaps cambiais no radar.

Por volta das 10h20, o Ibovespa variava negativamente a0,3%, a 115.574,02 pontos. O mercado nacional e internacional está atento ao desdobramento das informações sobre a redução do número de mortes causados pelo coronavírus em decorrência de "estatísticas duplicadas" na província de Hubei.

Além disso, os assuntos que movimentam o mercado: prévia do PIB demonstra avanço de 0,89%, taxa de desemprego registra queda em 16 estados brasileiros, Banco Central fará outra oferta de swaps cambiais nesta sexta.

Coronavírus

A Comissão Nacional de Saúde da China revisou o número total de mortos na epidemia coronavírus (Covid-19). De acordo com as autoridades chinesas o número atual de mortes é 1.380, e não 1.483 como divulgado anteriormente.

Veja Também: Coronavírus: metodologia muda e número de mortes pela epidemia cresce

O país asiático informou que a diferença de 103 mortes é em decorrência de "estatísticas duplicadas" na província de Hubei, epicentro do vírus. Pequim também excluiu 1.043 casos de pacientes contaminados por conta dessa revisão.

Dessa forma, ao todo, são 1.381 mortos na China, incluindo Hong Kong, 63.932 casos confirmados. No mundo, são 2 mortes, uma nas Filipinas e outra no Japão, e 505 casos confirmado em outros 24 países.

Prévia do PIB

Segundo o IBC-Br, indicador de atividade econômica considerado a prévia do Produto Interno Bruto (PIB), a economia brasileira cresceu 0,89% em 2019. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira pelo Banco Central (BC).

Dessa forma, o IBC-Br indica que a economia brasileira cresceu pelo terceiro ano seguido após a recessão de 2015 e 2016. No entanto, demonstra que, em comparação a 2018, quando o crescimento do PIB foi de 1,3%, houve uma retração.

Desemprego

A taxa de desemprego no Brasil teve queda em 16 estados, que apresentaram uma melhora no indicador em linha com a média nacional que saiu de 12,3% em 2018 para 11,9% no ano passado. As menores taxas de desemprego foram registradas em Santa Catarina, Rondônia, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

Saiba Mais: Desemprego cai em 16 estados em 2019, diz IBGE

Em contrapartida, os estados com maiores taxas de desemprego foram Amapá (17,4%) e Bahia (17,2%). Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) e foram divulgados pelo IBGE na manhã desta sexta-feira (14).

Swaps cambiais

O Banco Central  realizou na última quinta-feira (13) uma intervenção no mercado de câmbio. A medida ocorreu um dia após a cotação do dólar atingir um novo recorde, fechando em R$ 4,35. A intervenção para conter a alta do dólar ocorreu por meio da oferta de 20 mil contratos de swaps cambiais.

Veja Também: Dólar abre em queda após realização de swaps cambiais pelo BC

A autoridade monetária informou que faria outra oferta de 20 mil contratos nesta sexta-feira, com a intenção de permanecer contendo a alta da valorização da moeda norte-americana frente ao real.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, quinta-feira, o Ibovespa encerrou em queda de  0,87%, a 115.662,40 pontos.