Mercado abrirá em 8 h 53 min

Ibovespa abre em leve alta após semana de queda por conta do coronavírus

Juliano Passaro
Ibovespa abre em leve alta após semana de queda por conta do coronavírus

O Ibovespa abriu em leve alta nesta segunda-feira (2) após uma semana conturbada. Os mercados internacionais estão apreensivos por conta do surto de coronavírus (Covid-19), que reflete diretamente no mercado interno.

Por volta das 10h40, o Ibovespa variava positivamente 0,08%, a 104.255,57
pontos. Bancos centrais informaram na última sexta-feira (28) que iriam dar apoio a economia com novas medidas.

Além disso, os investidores estão de olho no Boletim Focus, que diminuiu a previsão do PIB brasileiro para 2020 novamente.

Coronavírus

O Ministério da Saúde confirmou, na noite do último sábado (29), o segundo caso de coronavírus (Covid-19) em São Paulo. Trata-se de um homem de 32 anos, que também esteve na Itália, a exemplo do primeiro caso confirmado na última semana.

O paciente atestado com o coronavírus esteve na Lombardia, um dos locais mais afetados pela epidemia na Itália, e retornou ao Brasil na última quinta-feira (27), quando apresentou febre, tosse e dor de cabeça e garganta. Ele foi no hospital Albert Einstein no dia seguinte. O homem é funcionário da XP Investimentos, mas sua identidade não foi revelada.

Novas medidas de bancos centrais pelo mundo

O presidente do Banco Central do Japão, Haruhiko Kuroda, disse que está acompanhando de perto a situação do coronavírus e irá se esforçar para fornecer uma grande liquidez ao mercado.

"O Banco do Japão acompanhará de perto os desenvolvimentos futuros e se esforçará para fornecer ampla liquidez e garantir a estabilidade nos mercados financeiros por meio de operações de mercado apropriadas e compra de ativos", afirmou Kuroda em comunicado.

Boletim Focus

Os especialistas das 100 principais instituições financeiras do mercado brasileiro, que contribuem para a elaboração do Boletim Focus, diminuíram a previsão do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2020 pela terceira semana consecutiva. Para eles, a economia do Brasil crescerá 2,17%, ante a 2,20% previsto na semana passada.

Na primeira leitura do Boletim Focus deste ano, era previsto um crecimento de 2,30% da economia do País. A previsão permaneceu a mesma até três semanas atrás, quando passou a ser revisada para baixo.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, sexta-feira (28), o Ibovespa encerrou o pregão em alta de  1,15% a 104.171,57 pontos.