Mercado fechará em 42 mins

Ibovespa à vista retoma alta com respaldo externo antes do Fed e reabertura de SP no radar

Por Paula Arend Laier
.

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista retomava a trajetória positiva na abertura dos negócio desta quarta-feira, após ajuste negativo na véspera, tendo de pano de fundo alta em pregões na Europa e futuros acionários norte-americanos, em sessão marcada por decisão de política monetária nos Estados Unidos.

Às 10:09, o Ibovespa <.BVSP> subia 0,37 %, a 97.102,05 pontos.

Na véspera, o Ibovespa à vista <.BVSP> fechou em queda de 0,9%, quebrando uma sequência de sete pregões de alta, que abriu espaço para realização de lucros, em meio à euforia nos mercados com a reabertura de economias em um cenário de elevada liquidez global e taxas de juros muito baixas.

Nos EUA, o Federal Reserve finaliza sua reunião de política monetária nesta quarta-feira com as atenções passando de sua forte resposta à pandemia de coronavírus para planos ainda em desenvolvimento para fortalecer e alongar a recuperação econômica.

"Os agentes não esperam mudança da taxa no atual intervalo entre 0,00% e 0,25% pelo órgão norte-americano, mas estarão monitorando as declarações do presidente do Fed, Jerome Powell, após a decisão e a divulgação do comunicado pelo comitê", afirmou a BB Investimentos, em nota a clientes.

Também no radar está a liberação pela prefeitura de São Paulo para a reabertura de comércios de rua e imobiliárias na nova fase da retomada econômica em meio à pandemia de coronavírus. O governo da capital paulista pode liberar nesta quarta-feira também a abertura de shopping centers.