Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    47.682,05
    -9.238,13 (-16,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

IBGE revisa para baixo crescimento do PIB do Brasil em 2019, a 1,2%

·1 min de leitura
Pessoas caminham em rua de comércio popular no Rio de Janeiro

Por Patrícia Vilas Boas

SÃO PAULO (Reuters) - O Produto Interno Bruto brasileiro cresceu menos do que o estimado anteriormente em 2019, em grande parte devido a novos dados sobre o impacto econômico do rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas nesta sexta-feira.

Segundo o IBGE, a expansão do PIB em 2019 foi de 1,2%, em comparação com 1,4% informado anteriormente. A queda da Indústria extrativa mineral foi ajustada para 9,1%, ante recuo de 0,9% estimado antes.

Apesar da revisão, essa foi a terceira alta consecutiva do PIB, após taxas de 1,8% em 2018 e 1,3% em 2017. Entretanto, isso foi insuficiente para reverter a queda acumulada nos anos de 2015 e 2016, de 6,7%.

Em 2019, o setor de serviços, que responde por dois terços da economia brasileira, cresceu 1,5%, sendo responsável por 1,1 ponto percentual do resultado do valor adicionado bruto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos