Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,51
    +0,63 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.864,10
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    40.285,66
    +1.278,66 (+3,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.008,09
    +39,25 (+4,05%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.146,68
    +12,62 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    29.424,22
    +262,42 (+0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.162,50
    +37,75 (+0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1439
    +0,0124 (+0,20%)
     

IBGE prepara realização do Censo em 2022 para cumprir decisão do STF

·2 minuto de leitura

PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) prepara um plano para cumprir a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que estabeleceu a realização do Censo Demográfico em 2022. A direção do instituto confirmou a informação nesta terça-feira (18).

No mesmo comunicado, o IBGE destaca que "há necessidade urgente de recomposição do orçamento" para conclusão de etapas preparatórias do levantamento ao longo de 2021.

Produzido a cada 10 anos, o Censo mergulhou em impasse no país. A nova edição da pesquisa estava prevista para 2020, mas foi adiada para 2021 em razão da pandemia. O que acabou inviabilizando o trabalho neste ano foi o corte de recursos destinados ao levantamento.

O Orçamento de 2021, sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, passou a prever R$ 53 milhões para o Censo. Antes, a quantia estimada era de R$ 2 bilhões, mas foi reduzida ao longo da tramitação do projeto no Congresso.

"Após votação do STF (Supremo Tribunal Federal), na sexta-feira (14 de maio), a Direção do IBGE prepara um plano para cumprimento da decisão judicial que estabeleceu a realização do Censo Demográfico em 2022", afirmou o IBGE.

"O projeto descreverá as demandas de recursos a serem repassados ao Instituto ainda este ano, para que o Censo ocorra no ano que vem - por enquanto, sem data definida. A prioridade, agora, é fechar a proposta, já que há necessidade urgente de recomposição do orçamento para conclusão de etapas preparatórias essenciais ao longo de 2021", acrescentou o órgão.

O impasse sobre o Censo causou preocupação entre especialistas. O temor é de que, sem o levantamento, o país amargue uma espécie de apagão estatístico, porque a pesquisa detalha condições de vida dos brasileiros. Na prática, as informações apuradas servem como base para políticas públicas e decisões de investimento de empresas.

Nesta terça-feira (18), IBGE informou ainda que, após elaborar o plano, serão retomadas reuniões para definir "as melhores condições e o período adequado para realização do Censo em 2022".