IBGE: expectativa de vida dos brasileiros aumenta mais de 11 anos entre 1980 e 2011

SÃO PAULO - A população brasileira está vivendo mais. De acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira (29) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no período de 1980 e 2011, a expectativa ao nascer da população brasileira aumentou mais de 11 anos, chegando a 74 anos e 29 dias.

Na década de 80, a expectativa de vida dos brasileiros era de 62 anos, seis meses e 25 dias. Em 2000, esse índice passou a ser de 70 anos, cinco meses e 16 dias. Já na comparação com 2010, houve um incremento de 0,31 anos, ou três meses e 22 dias, o que significa, em outras palavras, que em 2000, a esperança de vida era de 70,4 anos, passando para 73,8 em 2010, e chegando a 74,08 no ano passado.

Homens x Mulheres
Ainda de acordo com o estudo, as mulheres brasileiras vivem mais do que os homens. Em 2011, a expectativa de vida delas era de 77,7 anos, enquanto que a deles foi de 70,6 anos.

Considerando a expectativa de vida dos mais idosos, o estudo aponta uma melhora entre 2010 e 2011. No ano passado, os brasileiros de 60 anos de idade esperavam viver em média até os 81,2 anos, em 2010 a expectativa era de 81,1 anos.

Por gênero, os homens nessa faixa etária esperavam viver mais 19,3 anos em 2010, a expectativa passou para 19,5 anos a mais no ano passado. Entre as mulheres, a expectativa no período passou de 22,6 para mais 22,8 anos.

A pesquisa
Intitulado de Tábua Completa de Mortalidade, o estudo do IBGE é divulgado anualmente e também traz dados sobre mortalidade e mortalidade infantil.

Quanto à expectativa de vida, o levantamento traz estimativas para idades exatas até 80 anos, sendo que a pesquisa tem sido utilizada pelo Ministério da Previdência Social como um dos parâmetros do fator previdenciário das aposentadorias sob o Regime Geral da Previdência Social.

Carregando...