Mercado abrirá em 49 mins
  • BOVESPA

    120.294,68
    +997,55 (+0,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.329,84
    +826,13 (+1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,03
    -0,12 (-0,19%)
     
  • OURO

    1.746,80
    +10,50 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    62.668,29
    -1.806,67 (-2,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.368,14
    -7,63 (-0,55%)
     
  • S&P500

    4.124,66
    -16,93 (-0,41%)
     
  • DOW JONES

    33.730,89
    +53,62 (+0,16%)
     
  • FTSE

    6.974,37
    +34,79 (+0,50%)
     
  • HANG SENG

    28.793,14
    -107,69 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    29.642,69
    +21,70 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    13.913,25
    +114,50 (+0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7708
    -0,0021 (-0,03%)
     

IBGE eleva em 5% safra de café do Brasil em 2021

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) projetou a safra de café do Brasil em 2021 em 47,3 milhões de sacas de 60 kg, aumento de cerca de 5% ante a previsão do mês anterior, com ajustes positivos nas colheitas de arábica e conilon.

Apesar disso, a produção do Brasil cairá 23,9% frente ao ano anterior, devido a uma redução na colheita do café arábica, que neste ano sofre os efeitos de uma seca no ano passado, que aprofundará o impacto do ano de baixa do ciclo bienal da cultura.

A safra de café arábica, a principal do Brasil, foi estimada em 32,2 milhões de sacas, crescimento de 1,6% frente ao mês anterior, mas queda de 32,5% frente ao ano anterior.

Em 2020, a safra brasileira de café arábica foi de bienalidade positiva, sendo uma produção recorde da série histórica do IBGE.

Já para o café canephora, mais conhecido como conilon, teve a safra estimada em 905,3 mil toneladas, ou 15,1 milhões de sacas de 60 kg, com crescimento de 12,1% em relação ao mês anterior e aumento de 4,6% em relação à 2020.

No Espírito Santo, maior produtor brasileiro de conilon (67,9% da produção total), a estimativa encontra-se em 614,4 mil toneladas com crescimento de 18% em relação ao mês anterior e de 9,3% frente a 2020.

A colheita de café do Brasi começa entre os meses de abril e maio.

(Por Roberto Samora)