Mercado fechará em 3 h 7 min
  • BOVESPA

    108.368,07
    -8,28 (-0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.356,90
    +350,79 (+0,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,38
    +2,88 (+3,67%)
     
  • OURO

    1.665,30
    +29,10 (+1,78%)
     
  • BTC-USD

    19.530,57
    +319,46 (+1,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,07
    +16,29 (+3,80%)
     
  • S&P500

    3.701,23
    +53,94 (+1,48%)
     
  • DOW JONES

    29.584,08
    +449,09 (+1,54%)
     
  • FTSE

    7.005,39
    +20,80 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    17.250,88
    -609,43 (-3,41%)
     
  • NIKKEI

    26.173,98
    -397,89 (-1,50%)
     
  • NASDAQ

    11.463,50
    +129,75 (+1,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1765
    +0,0166 (+0,32%)
     

IBGE abre 15 mil vagas para recenseador; saiba como se inscrever

Profissionais são responsáveis por coletar dados por meio de entrevistas com os moradores (Getty Images)
Profissionais são responsáveis por coletar dados por meio de entrevistas com os moradores

(Getty Images)

  • IBGE abre mais de 15 mil vagas para recenseadores;

  • Interessados devem se inscrever, presencialmente, até a próxima segunda-feira (1);

  • Remuneração varia de acordo com horas trabalhadas e outros critérios.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) abriu, nesta quinta-feira (27), um concurso com 15.075 vagas para recenseador. O contrato, focado no Censo Demográfico 2022, tem duração de até três meses, podendo ser prorrogado.

Os interessados devem ser maiores de 18 anos, ter ensino fundamental completo, ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e não ser sócio-gerente ou administrador de sociedades privadas, incluindo MEI (microempreendedor individual).

As inscrições vão até a próxima segunda-feira, 1º de agosto, e devem ser feitas de forma presencial, por meio da entrega da ficha de inscrição em um dos postos do IBGE listados no edital. O formulário está disponível neste link, bem como o edital.

A jornada de trabalho não é fixa, mas recomenda-se, no mínimo, 25 horas semanais, além da participação integral e obrigatória no treinamento. A remuneração pode ser calculada aqui, já que varia de acordo com a produção, “calculada por setor censitário, conforme taxa fixada e de conhecimento prévio pelo recenseador, de unidades recenseadas (domicílios urbanos e/ou rurais), tipo de questionário (básico ou amostra), pessoas recenseadas e registro no controle da coleta de dados”, aponta o edital. No caso de um trabalhador da capital paulista, por exemplo, cuja jornada chegue a 50 horas semanais, o salário alcança pouco mais de R$ 3100.

Os recenseadores são responsáveis por fazer a coleta de dados por meio de entrevistas com os moradores, seja presencial e/ou por telefone. Os profissionais contratados terão que registrar as informações do dispositivo móvel de coleta, consultar relatórios diversos de acompanhamento de coleta no dispositivo móvel e entregar, ao fim do contrato, todos os materiais recebidos.