Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,67
    +0,47 (+0,60%)
     
  • OURO

    1.762,40
    -1,30 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    16.457,38
    +237,86 (+1,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    389,69
    +0,96 (+0,25%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.204,68
    +906,74 (+5,24%)
     
  • NIKKEI

    28.027,84
    -134,99 (-0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.504,50
    -20,25 (-0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4524
    -0,0968 (-1,74%)
     

Iberdrola investirá US$ 47 bi na transição energética em 2023-25

Sede da concessionária espanhola Iberdrola em Bilbao

MADRI/LONDRES (Reuters) - A Iberdrola planeja investir 47 bilhões de euros (47 bilhões de dólares) em suas redes de eletricidade, produção de energia renovável e negócios a clientes em 2023-2025, além de esperar um aumento nos lucros, informou a companhia de energia espanhola nesta quarta-feira.

A Iberdrola está se esforçando para permanecer como uma das líderes globais em energia renovável em um momento em que as concessionárias enfrentam uma transição desafiadora para longe dos combustíveis fósseis, acelerada pela necessidade de reduzir a dependência energética da Rússia.

Em uma atualização de sua estratégia, a Iberdrola disse que 57% do investimento, ou 27 bilhões de euros, seria destinado a redes elétricas no Reino Unido, Brasil, Espanha e Estados Unidos.

A elétrica disse que 85% desse investimento está garantido, com negócios já fechados ou com previsão de fechamento no próximo ano.

Cerca de 17 bilhões de euros do investimento total de 47 bilhões serão destinados às energias renováveis. Quase metade disso será gasto em energia eólica offshore.

“Se quisermos aprender uma lição com a crise atual, é a necessidade imperiosa de fornecer eletrificação rapidamente para um sistema de energia mais seguro, limpo e competitivo”, disse o CEO da Iberdrola, Ignacio Galan.

“Os planos globais de investimento que estabelecemos hoje nos ajudarão a trazer mais autossuficiência e resiliência contra potenciais choques energéticos nos países onde operamos, reduzindo sua dependência de petróleo e gás e continuando seu caminho para o 'net zero'”, acrescentou ele.

A italiana Enel, que controla a concessionária espanhola Endesa, disse que planeja gastar 160 bilhões de euros (190 bilhões de dólares) nos próximos 10 anos para se tornar uma 'super major' verde, dos quais 70 bilhões seriam gastos em energias renováveis para triplicar a capacidade 120 gigawatts (GW).

A Iberdrola tem atualmente 40 GW de capacidade renovável, disse o novo diretor-presidente, Armando Martinez, na reunião da empresa com o mercado de capitais em Londres.

A empresa planeja entregar 52 GW de nova capacidade instalada de energia renovável até 2025, acrescentou. Mais da metade da nova capacidade já está assegurada e cerca de 95% da produção em 2025 está contratada.

Segundo analistas do banco de investimento Jefferies, a meta de adição de renováveis até 2025 foi reduzida dos 60 GW anteriores, enquanto a meta para 2030 foi revisada para cerca de 80 GW, de 95 GW anteriormente.

O lucro líquido da Iberdrola deve aumentar entre 5,2 bilhões e 5,4 bilhões de euros até 2025, de uma expectativa de 4 bilhões para 4,2 bilhões de euros em 2022, disse a empresa espanhola.

(Por Jesus Aguado e Jessica Jones em Madri e Nina Chestney em Londres)