Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,18
    -0,17 (-0,19%)
     
  • OURO

    1.819,30
    -10,40 (-0,57%)
     
  • BTC-USD

    36.986,74
    +142,99 (+0,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    835,69
    -20,12 (-2,35%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,61 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    24.289,90
    +46,30 (+0,19%)
     
  • NIKKEI

    27.143,03
    +131,70 (+0,49%)
     
  • NASDAQ

    14.216,00
    +57,50 (+0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1054
    -0,0010 (-0,02%)
     

Ibama cede a montadoras e prorroga prazo de produção de automóveis mais poluentes

·2 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 26.06.2018 - A versão automática do chevrolet Onix. (Foto: Ivan Ribeiro/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 26.06.2018 - A versão automática do chevrolet Onix. (Foto: Ivan Ribeiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) cedeu aos pedidos das montadoras e prorrogou por três meses o prazo para adequação dos carros novos a uma nova etapa da legislação ambiental.

A norma estabelecida pela sétima fase do Proconve (Programa de Controle de Emissões Veiculares) previa que os automóveis leves produzidos a partir de 1º de janeiro deveriam emitir menos poluentes que os modelos feitos em 2021. A lista de substâncias nocivas inclui monóxido de carbono, óxido de nitrogênio, hidrocarbonetos e fuligem.

Contudo, cerca de metade das montadoras instaladas no país tem carros incompletos em seus pátios devido à falta de peças. Se não houvesse alteração no prazo, esses modelos não poderiam ser concluídos neste ano, pois não atenderiam à nova norma.

No início de dezembro, a Anfavea alegou que a mudança não era algo simples. Segundo Luiz Carlos Moraes, presidente da entidade, há muitas mudanças nos sistemas de pós-tratamento dos gases, com novos componentes e até mudança na potência dos motores.

Com o novo prazo, as empresas terão até o dia 31 de março para concluir os carros inacabados. A revisão foi publicada no dia 30 de dezembro no Diário Oficial.

O texto do Ibama diz que a mudança considera "motivo de força maior decorrente da desestabilização das cadeias de fornecimento de componentes para o setor automotivo brasileiro, em razão da crise provocada pela pandemia de importância internacional pelo coronavírus".

Os automóveis zero-quilômetro não adequados ao Proconve 7 que ficarem prontos no primeiro trimestre poderão ser vendidos até o dia 30 de junho.

Segundo o Ibama, os veículos cuja montagem não fosse concluída a tempo ficariam com a LCVM (Licença para Uso da Configuração de Veículo ou Motor) vencida -por isso, deveriam ser destruídos. O instituto disse, por meio de nota, que isso geraria um problema de passivo ambiental, além dos impactos econômicos.

Contudo diversas marcas conseguiriam adequar seus carros seguindo o prazo original, o que pode ser visto no acúmulo de lançamentos na virada do ano. Há também uma quantidade considerável de modelos e versões que saem de linha.

A Fiat, por exemplo, lançou o SUV compacto Pulse e atualizou o furgão Fiorino, que agora está adequado à nova norma de emissões. Ao mesmo tempo, a montadora de origem italiana tirou de linha os modelos Uno, Dobló e Siena, além de encerrar a oferta do motor 1.8 flex.

A General Motors "aposentou" o Chevrolet Joy no mercado nacional. O modelo ainda usava o motor 1.0 flex de quatro cilindros, enquanto a nova geração do Onix é equipada com uma versão de três cilindros.

As japonesas Honda e Toyota também apresentam novas configurações de seus motores 1.5, enquanto a francesa Renault trabalha na renovação do Kwid, que ficará mais econômico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos