Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.739,64
    -995,37 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.780,06
    -239,99 (-0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,83
    +1,33 (+1,61%)
     
  • OURO

    1.794,20
    +12,30 (+0,69%)
     
  • BTC-USD

    60.641,27
    -2.785,67 (-4,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.447,17
    -55,86 (-3,72%)
     
  • S&P500

    4.542,80
    -6,98 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    35.664,71
    +61,63 (+0,17%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.349,50
    -129,25 (-0,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5615
    -0,0195 (-0,30%)
     

IA, streaming e chips potentes colocam a smart TV no centro da casa conectada

·3 minuto de leitura

O conceito de smart home é uma obra em progresso. A ideia de casa inteligente começou a ganhar corpo no início da segunda década deste século, adaptando-se ao avanço da digitalização, da inteligência artificial e da internet das coisas, e em pouco tempo transformou-se em uma grande onda, com um número enorme de recursos e dispositivos de comodidade e segurança acionados por um simples toque ou por voz. Hoje já é possível conferir em casa vários dos recursos dessa tecnologia e é empolgante imaginar o potencial que ela tem para futuras aplicações.

Lâmpadas inteligentes, câmeras, ar-condicionado, robô aspirador de pó, tomadas, fechaduras, geladeiras e muito mais já podem ser conectadas em rede sem fio sem, para isso, precisar gastar rios de dinheiro. E no centro de controle de toda essa casa conectada aparecem as smart TVs. Afinal, elas estão ganhando processadores cada vez mais potentes, com recursos como inteligência artificial (que permite reconhecer a cena e o conteúdo em tempo real, com ajuste automático das configurações do aparelho) e controles por voz, além de conexões mais rápidas.

Em abril deste ano, por exemplo, a Samsung anunciou a primeira TV 8K QLED com conexão para o novo padrão Wi-Fi 6E, equipada com chip MT7921AU e foco na reprodução de conteúdo de streaming e games em alta velocidade (1,2 Gbps). O Wi-Fi 6E foi desenvolvido para tirar proveito da largura de banda no espectro de 6GHz e oferecer várias vantagens sobre suas gerações de conexão sem fio, como transferência veloz de dados e baixa latência.

Não por acaso, a venda das TVs inteligentes está em alta. Segundo pesquisa divulgada pelo instituto Grand View Research, a demanda do mercado global de smart TVs ficou em 268,9 milhões de unidades em 2020 e deve se expandir a uma taxa composta de crescimento anual de 20,8% de 2021 a 2028. Um aumento contínuo no uso de dispositivos e de serviços de streaming, aliado à crescente popularização da internet, colaboram para impulsionar o crescimento do mercado. No Brasil, a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), mostra que 98% dos televisores vendidos no Brasil em 2020 foram smart TVs.

Com uma smart TV já é possível ter um sistema de gestão doméstica inteligente, controlando todos os equipamentos da casa e visualizando os status de cada um deles com a praticidade de uma tela grande. A Samsung, por exemplo, utiliza a tecnologia que batizou como SmarThings, que mostra na tela da TV e permite monitorar e controlar todos os chamados smart devices. No caso da LG, além de ser utilizada para controlar várias funções, como brilho e contraste para exibir a melhor qualidade de um filme na tela da TV, a tecnologia ThinQ permite que você use o controle remoto ou mesmo comandos de voz para acompanhar o status de cada aparelho (dá para ver, por exemplo, se a roupa que você colocou na máquina já está lavada, se o refrigerador está funcionando adequadamente, a temperatura do ar-condicionado etc).

Ao incorporar cada vez mais funcionalidades de computadores e de assistentes pessoais inteligentes aos aparelhos de TV, os fabricantes de eletrônicos colaboram para criar um equipamento que alia tecnologia e facilidade de uso, tornando as smart TVs um dispositivo indispensável para quem quer curtir suas séries, filmes e até mesmo controlar outros equipamentos da casa. Tudo isso sem sair do sofá.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos