Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.591,41
    -172,20 (-0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.435,45
    +140,62 (+0,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,12
    +2,55 (+2,33%)
     
  • OURO

    1.821,30
    -3,50 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    20.281,25
    -630,93 (-3,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    441,15
    -8,92 (-1,98%)
     
  • S&P500

    3.821,55
    -78,56 (-2,01%)
     
  • DOW JONES

    30.946,99
    -491,27 (-1,56%)
     
  • FTSE

    7.323,41
    +65,09 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    11.682,00
    -358,50 (-2,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5421
    -0,0020 (-0,04%)
     

Inteligência artificial permite que avião pouse sozinho com apenas um botão

Sistema com inteligência artificial pousa avião de pequeno porte. Foto: Divulgação/Cirrus Aircraft.
Sistema com inteligência artificial pousa avião de pequeno porte. Foto: Divulgação/Cirrus Aircraft.
  • Fabricante de equipamentos aeronáuticos desenvolveu um sistema de inteligência artificial para aviões de pequeno porte;

  • Com apenas um botão, o sistema de IA permite um pouso seguro sem auxílio de pilotos;

  • Quando pressionado por um determinado tempo, o botão iniciará uma série ações internas até pousar.

Quem viaja de avião provavelmente já se imaginou em uma situação na qual o piloto passa mal e não há como pousar. Afinal, mesmo com os sistemas automatizados de voo, a interferência humana ainda é necessária para uma viagem segura.

Com isso em mente, a fabricante de equipamentos aeronáuticos Garmin International desenvolveu o Autonomí, um novo sistema de inteligência artificial para aeronaves de pequeno porte que calcula as melhores rotas e os redireciona para o aeroporto mais seguro, realizando todo o processo de forma autônoma.

Leia também:

O modelo ‘Cirrus Vision Jet’, que se encontra no hangar da revendedora Plane Aviation, no aeroporto de Jundiaí, em São Paulo, é um exemplo com a tecnologia.

No avião, há um botão intitulado ‘Safe return autoland’, que, ao ser pressionado por um determinado tempo, iniciará uma série ações internas, como voar em linha reta e de forma nivelada.

O acionamento também é realizado caso se identifique uma descompressão na cabine. Após isso, a aeronave desce a uma altitude de 15 mil pés ou 4,6 km, onde já se pode respirar sem máscaras de oxigênio.

Após pressionado por mais 60 segundos, o botão aciona o sistema de pouso automático. É quando a inteligência artificial possibilita que o avião faça uma varredura, e levante informações como localização geográfica, combustível restante, altitude, clima, obstáculos no relevo e aeroporto mais próximo.

*As informações são do portal UOL.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos