Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.297,11
    -98,16 (-0,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

IA ajudou desenvolvedores a serem mais produtivos, diz GitHub

O lançamento do GitHub Copilot, uma inteligência artificial do repositório que auxilia desenvolvedores na produção de software, foi considerado um sucesso pela plataforma. Em um estudo realizado pela própria, foi registrado um aumento de 55% na velocidade de desenvolvimento de softwares pelos programadores que usaram o assistente, enquanto a taxa de conclusão de tarefas foi de 8% a mais em relação àqueles que trabalham “sozinhos”.

74% dos usuários afirmarem estarem satisfeitos com seus fluxos de trabalho diários auxiliados pela tecnologia, enquanto 87% afirmaram que a novidade reduziu o esforço mental necessário durante tarefas repetitivas. Ainda, 73% afirmaram que o uso da inteligência artificial os auxiliou a permanecerem focados, enquanto de 59% afirmaram terem se sentido menos frustrados durante a escrita de códigos.

A pesquisa publicada nesta semana pelo GitHub usou boas práticas de medição de produtividade ara definir, exatamente, o que poderia ser considerado uma melhoria e não. Para o repositório, não se trata apenas de velocidade e taxa de finalização de programações, mas também bem-estar e estresse mental causado pelas tarefas, bem como a comunicação e a comunicação com os colegas e a eficiência na produção.

São parâmetros, também, citados pela rede desde antes do lançamento do Copilot, em junho deste ano. A ideia por trás da inteligência artificial é facilitar o desenvolvimento, seja pela sugestão de códigos ou algoritmos completos ou através da indicação de erros e eventuais bugs. As opções podem ser aceitas, rejeitadas ou editadas pelos programadores, enquanto um algoritmo analisa o contexto do software para indicar o melhor caminho, facilitando o processo e permitindo que os responsáveis foquem em tarefas que efetivamente precisam de atenção.

<em>Mais do que maior velocidade, GitHub aponta redução no estresse mental e maior satisfação com o trabalho omo benefícios trazidos pelo uso da IA Copilot, já disponível para todos os seus usuários (Imagem: Divulgação/GitHub)</em>
Mais do que maior velocidade, GitHub aponta redução no estresse mental e maior satisfação com o trabalho omo benefícios trazidos pelo uso da IA Copilot, já disponível para todos os seus usuários (Imagem: Divulgação/GitHub)

Os resultados desse lançamento aparecem agora no levantamento, que ouviu 2.000 usuários do Copilot. 77% deles, por exemplo, afirmaram terem gastado menos tempo pesquisando soluções ou códigos, aumentando o foco no próprio trabalho, enquanto 74% disseram que a tecnologia ajudou a tornar o trabalho mais satisfatório. Acima disso, 88% dos entrevistados disseram que se sentem mais produtivos durante o cotidiano de trabalho.

No caso da medida relacionada à velocidade e conclusão de tarefas, o GitHub dividiu desenvolvedores de capacidade e conhecimento semelhante em dois grupos. Ambos precisavam escrever um servidor HTTP em JavaScript, um com a ajuda do Copilot e outro sem; após o fim do processo, os códigos foram analisados de acordo com o tempo empregado e corrigidos. Os que foram auxiliados pela inteligência artificial concluíram a tarefa em menos da metade do tempo, com um intervalo de confiança de 95%.

No lançamento da pesquisa, o GitHub adiciona uma nova palavra ao rol de benefícios trazidos pelo Copilot: diversão. De acordo com a empresa, a ideia é que a utilização da IA não só torna o desenvolvimento menos estressante e aumenta a produtividade, como exerce a criatividade dos profissionais, que não precisam mais focar em tarefas repetitivas e testes exaustivos, gastando tempo e esforço mental na busca por novas soluções.

Como usar o GitHub Copilot?

<em>GitHub Copilot funciona como uma extensão para editores de código, analisando o desenvolvimento e dando sugestões em tempo real que podem ser aceitas ou não pelo responsável (Imagem: Divulgação/GitHub)</em>
GitHub Copilot funciona como uma extensão para editores de código, analisando o desenvolvimento e dando sugestões em tempo real que podem ser aceitas ou não pelo responsável (Imagem: Divulgação/GitHub)

O sistema de inteligência artificial para desenvolvimento de software foi lançado no final de junho de 2022 para todos os usuários do repositório. Eles têm 60 dias gratuitos para testarem a ferramenta; depois disso, ela passa a custar US$ 10 por mês, ou cerca de R$ 52, ou US$ 100 por ano, aproximadamente R$ 525.

O sistema funciona através de uma extensão para editores de código, analisando o desenvolvimento em tempo real na medida em que o programador trabalha. Sugestões e alterações podem ser confirmadas ou não, enquanto a plataforma também é capaz de detectar erros e eventuais gargalos, indicando otimizações ou reduções que possam tornar o sistema mais otimizado.

Estudantes e mantenedores de repositórios de código aberto têm acesso gratuito ao GitHub Copilot a partir de cadastros especiais. A plataforma também prepara uma versão corporativa da ferramenta, que deve ficar disponível ainda neste ano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: