Mercado abrirá em 1 h 21 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,39
    +0,12 (+0,18%)
     
  • OURO

    1.865,60
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    45.524,60
    +65,28 (+0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.267,94
    +70,02 (+5,85%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.063,00
    +30,15 (+0,43%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.370,75
    +67,25 (+0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4425
    +0,0326 (+0,51%)
     

'iFood dos animais de estimação' cresce 600% e fatura R$ 28 milhões em 2020

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Criada em 2019, a Zee.Now já opera em 11 cidades do Brasil (Divulgação/Zee.Now)
Criada em 2019, a Zee.Now já opera em 11 cidades do Brasil (Divulgação/Zee.Now)
  • Aplicativo de entrega de produtos para pets, Zee.Now faturou R$ 28 milhões em 2020

  • Crescimento foi de 600% no ano

  • Plataforma da marca Zee.Dog foi criada em 2019

O aplicativo Zee.Now, uma espécie de iFood para animais de estimação, aproveitou a pandemia e fez os negócios crescerem 600%, chegando a um faturamento de R$ 28 milhões em 2020.As informações são da Exame.

Leia também:

A plataforma é da marca de acessórios pet Zee.Dog e foi criada em 2019 para entregar produtos para animais de estimação, mas sem ter lojas parceiras. O Zee.Now tem galpões espalhados pelas 11 cidades em que atua e, com isso, consegue oferecer ao cliente entregas grátis.

Projeções para 2021

A empresa estima que o faturamento deve subir de 300% a 400% em 2021, chegando a 21 cidades até o fim do ano. “Estamos empenhados em manter o nosso nível do serviço para garantir a retenção dos clientes”, afirma o diretor da Zee.Now, Bernardo de Luca. “Queremos estar nas principais capitais do país, onde o volume de geração de pedidos é alto. Depois, daqui a um ou dois anos, nosso plano é validar o modelo de negócio fora do país também.”

88 milhões de pets

O número de animais domésticos no Brasil é de cerca de 88 milhões, a terceira maior população mundial de cachorros e gatos. Com eles, os tutores gastam por R$ 23,5 bilhões por ano.