Mercado abrirá em 1 h 23 min
  • BOVESPA

    126.285,59
    +1.673,56 (+1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.344,11
    +433,58 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,65
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.827,00
    +27,30 (+1,52%)
     
  • BTC-USD

    40.108,89
    -707,18 (-1,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    940,68
    +10,75 (+1,16%)
     
  • S&P500

    4.400,64
    -0,82 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.930,93
    -127,59 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.080,52
    +63,89 (+0,91%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.782,42
    +200,76 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    14.982,75
    -28,75 (-0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0824
    +0,0239 (+0,39%)
     

Hyundai mantém fábrica de Piracicaba/SP com turno único por falta de componentes

·1 minuto de leitura

A Hyundai anunciou que irá manter sua fábrica de Piracicaba, no interior de São Paulo, funcionando apenas em turno único até o dia 12 de julho. A previsão anterior era que a gigante sul-coreana retomasse toda a linha de produção na última quinta-feira (1º), mas, como a falta de semicondutores segue afetando os trabalhos, a empresa decidiu estender o prazo para conseguir entregar automóveis para os concessionários.

A fábrica de Piracicaba é responsável pela produção de todos os modelos nacionais da Hyundai, como o HB20, HB20S, HB20X e o Creta, que receberá uma nova geração nas próximas semanas. A empresa não citou, porém, se essa interrupção irá afetar a chegada do novo SUV.

Em comunicado enviado ao Automotive Business, a Hyundai afirma que segue em busca de soluções para esse problema, que afeta não somente os sul-coreanos, mas outras montadoras em território nacional, com os casos mais latentes da Volkswagen e da General Motors.

Hyundai HB20 também teve vendas afetadas por causa da falta de semicondutores (Imagem: Matheus Argentoni/Canaltech)
Hyundai HB20 também teve vendas afetadas por causa da falta de semicondutores (Imagem: Matheus Argentoni/Canaltech)

A falta de componentes, sobretudo semicondutores, fez com que o mercado automotivo brasileiro tivesse uma reviravolta no número de vendas. O antes líder de mercado Chevrolet Onix sofreu uma queda brusca nas vendas, já que seus estoques não estão com reposição. Com isso, tanto pessoas físicas como jurídicas têm ido para outros modelos, como o Fiat Argo, que se tornou o carro mais vendido no mês de junho.

A Fiat, aliás, emplacou cinco modelos entre os 10 mais vendidos do Brasil. Além do hatch, a montadora italiana tem se destacado com o Cronos, Mobi, Toro e Strada.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos