Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.911,55
    +371,72 (+0,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.794,36
    +592,55 (+1,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    40,14
    -1,56 (-3,74%)
     
  • OURO

    1.926,00
    +10,60 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    12.745,28
    +1.688,27 (+15,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    255,46
    +10,57 (+4,31%)
     
  • S&P500

    3.450,38
    +7,26 (+0,21%)
     
  • DOW JONES

    28.307,25
    -1,54 (-0,01%)
     
  • FTSE

    5.776,50
    -112,72 (-1,91%)
     
  • HANG SENG

    24.754,42
    +184,88 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    23.639,46
    +72,42 (+0,31%)
     
  • NASDAQ

    11.726,00
    +65,25 (+0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6553
    +0,0289 (+0,44%)
     

Hyundai irá investigar nota baixa do HB20 em novo teste de colisão

br.info@motor1.com (Nicolas Tavares)
·2 minutos de leitura
Hyundai HB20 - Teste de colisão (2020)
Hyundai HB20 - Teste de colisão (2020)

Auditoria do Latin NCAP reduziu avaliação do hatch de 4 estrelas para apenas 1 estrela

O resultado do novo teste de colisão do Hyundai HB20 feito pelo Latin NCAP, que acabou reduzindo a nota de 4 estrelas para apenas 1 estrela, surpreendeu muita gente, incluindo a própria fabricante sul-coreana. Em nota enviada após a divulgação do teste, a Hyundai Motor Brasil afirma que irá investigar a razão da unidade usada na auditoria ter dado um resultado diferente do teste patrocinado que foi feito em setembro de 2019.

Para relembrar o caso, na última sexta-feira (9), o Latin NCAP apresentou o seu primeiro resultado de teste de colisão de 2020. O veículo escolhido foi o Hyundai HB20, no que a organização chama de “teste de auditoria”, quando o carro é comprado pela ONG ao invés de receber o veículo direto da fabricante (chamado de “teste patrocinado). O resultado foi bem ruim para o hatchback, fazendo com que a nota final de 4 estrelas na proteção para adultos fosse reduzida para apenas 1 estrela, por causa do teste de impacto lateral.

O próprio Latin NCAP estranhou o resultado, dizendo que não encontrou nenhuma diferença na construção do carro, apenas no desempenho neste segundo teste. Até a deformação da estrutura e os pontos de impactos foram semelhantes, mas o comportamento do painel interno foi ligeiramente diferente, o suficiente para apresentar um risco maior de ferimentos em caso de acidentes.

Hyundai HB20 - Teste de colisão (2020)
Hyundai HB20 - Teste de colisão (2020)

Após analisar o resultado inicial, a Hyundai diz que não foi feita qualquer alteração do carro ou no processo de produção que pudesse justificar a diferença no resultado em dois testes de colisão realizados com um ano de diferença. A fabricante afirma que irá investigar o crash-test para “entender a causa real para resultados tão diferentes”, e ainda promete que, “caso haja qualquer possibilidade de melhorar a segurança do HB20, isso sempre será levado em consideração”.

Leia também:

Rebaixamento nas notas de seguranças dos carros não é algo tão incomum assim. Assim como o Hyundai HB20, o Fiat Palio passou pela mesma situação de 2015 a 2016, quando caiu de 4 estrelas para somente 1 estrela. Na ocasião, o motivo foi a mudança do protocolo do Latin NCAP, que passou a incluir o teste de impacto lateral. Situação semelhante foi vista com Peugeot 208 e Nissan March, ambos perdendo 2 estrelas no resultado final por conta do crash-test lateral.