Mercado fechará em 2 h 18 min
  • BOVESPA

    121.956,61
    +1.607,81 (+1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.237,10
    +344,82 (+0,75%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,34
    -0,02 (-0,04%)
     
  • OURO

    1.838,20
    +8,30 (+0,45%)
     
  • BTC-USD

    36.246,37
    +187,48 (+0,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    704,77
    -30,38 (-4,13%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.721,94
    -13,77 (-0,20%)
     
  • HANG SENG

    28.862,77
    +288,91 (+1,01%)
     
  • NIKKEI

    28.242,21
    -276,97 (-0,97%)
     
  • NASDAQ

    12.812,50
    +10,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3508
    -0,0418 (-0,65%)
     

Hyundai compra fábrica desativada da General Motors na Rússia

br.info@motor1.com (Dyogo Fagundes)
·2 minuto de leitura
Hyundai Creta 2020 - Rússia
Hyundai Creta 2020 - Rússia

Planta localizada em São Petersburgo tem capacidade para produzir 100 mil carros por ano

Fechada desde 2015, quando as atividades comerciais da Chevrolet foram significativamente reduzidas no país, a fábrica da General Motors na Rússia acaba de ser adquirida pela Hyundai. Sediada nos arredores de São Petesburgo, a planta foi inaugurada em 2008 e tem capacidade para produzir anualmente cerca de 100 mil veículos.

O valor do negócio não foi divulgado e, apesar de o anúncio ter sido feito só agora, foi fechado desde o início de novembro. Também não ficou claro quando a marca começará a operar a unidade e quais veículos serão produzidos. "É nossa segunda fábrica no país e agora estamos trabalhando em possíveis cenários para usar esse ativo”, disse Alexey Kalitsev, chefe da Hyundai local.

De fato, Hyundai e Kia já possuem fábrica em solo russo e somam capacidade produtiva anual de aproximadamente 200 mil unidades. Entre os modelos feitos localmente, destaque para o Creta, que conta com visual exclusivo e ampla participação no segmento de SUVs compactos. Também são vendidos modelos como Solaris, Elantra, i30 N, Sonata, Tucson, Santa Fe, Palisade e a van de passageiros H1. Em 2019, as duas marcas venderam 400.000 veículos no país.

Leia também:

Na Índia, GM não consegue vender fábrica

Assim como na Rússia, a General Motors também reduziu significativamente sua participação comercial na Índia. No entanto, não conseguiu se desfazer da fábrica que ainda mantém no país. A unidade produz apenas o compacto Beat e, depois da saída da Chevrolet do mercado indiano, atua apenas no segmento de exportação.

Chevrolet Beat - México
Chevrolet Beat - México

A ideia era vender a estrutura para a chinesa Great Wall, mas os planos acabaram não se concretizando. O governo indiano não autorizou a negociação e agora a GM terá de arcar sozinha com os custos de fechamento da fábrica, que opera desde 1996 e possui mais de 1.800 funcionários.

Fotos: Divulgação