Mercado abrirá em 3 h 47 min
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,33
    +1,04 (+1,48%)
     
  • OURO

    1.765,00
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    43.193,09
    -1.899,66 (-4,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.083,90
    -50,48 (-4,45%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.966,54
    +62,63 (+0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.137,00
    +127,50 (+0,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2897
    +0,0450 (+0,72%)
     

Hypera lucra R$470,6 mi no 2º tri, com ganho de market share

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A fabricante de fármacos Hypera anunciou nesta sexta-feira que teve lucro líquido de 470,6 milhões de reais no segundo trimestre, alta de 18,7% ante igual etapa de 2020.

O lucro das operações continuadas da companhia somou 479,4 milhões de reais, alta de 20,1% sobre um ano antes. A previsão media de analistas para o lucro da companhia no período era de 452 milhões de reais, segundo dados da Refinitiv.

Já o resultado operacional da Hypera medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da empresa foi de 591,9 milhões de reais entre abril e junho, crescimento de 31,8% sobre um ano antes. A previsão media de analistas para o Ebitda da Hypera no segundo trimestre era de 530 milhões de reais.

A Hypera viu suba receita líquida crescer 43,5% no trimestre, sobre um ano antes, para 1,507 bilhão de reais, com impulso da aquisição dos negócios da Takeda e da família Buscopan, além do crescimento orgânico de 23,3% das venda no varejo, 1,1 ponto percentual acima da média do mercado.

As despesas com vendas, embora tenham crescido 7,9%, para 151,7 milhões de reais, tiveram uma redução de 3,3 pontos em relação à receita líquida, para 10,1%.

Porém, um aumento de 14,4% das despesas administrativas, de 23,3% das despesas comerciais, além da piora de 56% no resultado financeiro levaram a uma queda de 3,5 pontos percentuais da margem Ebitda, a 39,3%.

(Por Aluísio Alves)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos