Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.876,72
    +1.457,70 (+4,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Hubble sobrevive a mais uma crise e NASA retoma observações científicas

·2 minuto de leitura

Em junho, o telescópio espacial Hubble apresentou uma falha no computador de carga útil, que fez com que as observações fossem suspensas até o problema ser resolvido. Após investigar o ocorrido e relacioná-lo a um componente regulador de energia, a equipe do Hubble decidiu, em julho, que alternaria o funcionamento do telescópio para que operasse com o hardware de reserva. Depois de quase um mês de suspensão, veio o alívio: o procedimento foi um sucesso e, agora, o telescópio já retomou as observações científicas, realizando também aquelas perdidas durante a suspensão.

A falha aconteceu no computador de carga útil do telescópio, um componente produzido na década de 1980. Após estudar o erro, a equipe da NASA considerou que, talvez, o problema estivesse na Power Control Unit, um componente que fornece energia aos instrumentos do telescópio. Assim, eles decidiram alternar o funcionamento do sistema para o hardware reserva, e tiveram sucesso. Agora que está online novamente, a NASA segue acompanhando o telescópio para garantir que os componentes estejam funcionando corretamente.

Telescópio Hubble após a última missão de manutenção, realizada em 2009 (Imagem: Reprodução/NASA)
Telescópio Hubble após a última missão de manutenção, realizada em 2009 (Imagem: Reprodução/NASA)

Thomas Zurbuchen, administrador associado da diretoria de missões científicas da NASA, comemorou a novidade. “Assumindo que haverá progresso contínuo, o Hubble estará no modo científico neste fim de semana”, disse ele na última sexta-feira (16), após a NASA confirmar que o telescópio estava a caminho de ser recuperado. Como os instrumentos ainda precisavam ser calibrados, a primeira observação do Hubble após a “pausa” do último mês foi agendada para a tarde do último sábado (17).

Bill Nelson, administrador da NASA, também celebrou a retomada das operações científicas do telescópio. “O Hubble é um ícone, e nos forneceu visões incríveis do universo nas últimas décadas”, comentou, destacando também o trabalho da equipe para retomar o funcionamento do telescópio. “Graças à dedicação e trabalho cuidadosamente pensado, o Hubble continuará construindo seu lado de mais de 31 anos, ampliando nossos horizontes”, finalizou.

Vale lembrar que esta não foi a primeira vez que o Hubble apresentou problemas técnicos no espaço. Esses imprevistos já são esperados em função do tempo avançado de operação do telescópio, lançado na década de 1990 com o ônibus espacial Discovery e que teve sua última manutenção realizada em 2009. Felizmente, os engenheiros vêm conseguindo contornar estes “sustos” — e como a NASA estima que o Hubble deverá se manter ativo por mais anos pela frente, ainda poderemos esperar grandes observações e o trabalho feito em conjunto com outros observatórios, como o futuro telescópio espacial James Webb.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos