Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.636,92
    -1.096,31 (-1,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Huawei vai parar de vender celulares com carregador e motivo não é meio ambiente

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Ainda assim, a companhia ressalta que pretende continuar fornecendo o acessório de forma gratuita aos consumidores em suas loja
Ainda assim, a companhia ressalta que pretende continuar fornecendo o acessório de forma gratuita aos consumidores em suas loja

A Huawei deve ser a próxima fabricante de smartphones a tirar o adaptador de energia da embalagem. No entanto, diferentemente da Apple, o motivo alegado pela companhia chinesa não é ambiental e nem para economizar. As informações são do Weibo.

O problema é a falta de chips de carregamento, que afeta toda a indústria de tecnologia. Com isso, os smartphones Huawei Nova 8, mate 40 e P50 já não vão trazer o adaptador, além de outros aparelhos com o chip Kirin 990.

Entretanto, a empresa promete que o consumidor poderá adquirir a peça gratuitamente nas lojas da empresa. 

Ainda assim, a companhia ressalta que pretende continuar fornecendo o acessório de forma gratuita aos consumidores em suas lojas.

Apple puxou movimento

Seguida por Samsung e Xiaomi, a Apple anunciou em outubro que retiraria o carregador da embalagem do iPhone 12. Segundo a companhia, o motivo da mudança foi a preocupação com sustentabilidade do meio-ambiente. A empresa diz estar se esforçando para reduzir o acúmulo de lixo eletrônico no mundo por meio de iniciativas como essa.

Com menos aparelhos nas caixas, em escala, a mudança fará uma enorme diferença de peso, que facilitará as cadeias de transporte, resultando em uma diminuição na emissão de carbono, um dos vilões do aquecimento global. Além disso, segundo a companhia isso também irá evitar a mineração de materiais preciosos e diminuirá o impacto sobre o meio ambiente. 

A medida, no entanto, rendeu uma multa do Procon-SP de R$ 10 milhões à Apple