Mercado abrirá em 2 h 8 min

Huawei vai dar US$ 286 milhões aos funcionários por superarem restrições dos EUA

Claudio Yuge

Mesmo com as condições impostas pelos Estados Unidos, que atualmente restringem o fornecimento de tecnologia e as vendas de seus produtos, a Huawei mantém boas vendas globais, com alta de 24,4% entre janeiro e setembro deste ano em comparação com o mesmo período de 2018. Esse sucesso se deve, claro, aos esforços dos funcionários, que conseguiram driblar as limitações para entregar produtos que geraram US$ 86 bilhões no período.

A chinesa vai reconhecer esse trabalho com um bônus de nada menos que US$ 286 milhões aos seus colaboradores. Além disso, todos os 190 mil empregados vão receber em dobro este mês. Atual líder no mercado de telecomunicações e segunda maior vendedora de smartphones do mundo, a Huawei afirma que a interrupção de compra de componentes fundamentais dos Estados Unidos a obrigou a procurar por alternativas.

(Imagem: Reprodução/CNet)

Segundo o departamento de recursos humanos da empresa, o dinheiro que será destinado aos profissionais é a valorização do esforço das pessoas que trabalham sob essa pressão de manter a produção, mesmo diante das adversidades.

Com relação ao imbróglio comercial com o Departamento de Comércio dos Estados Unidos, o presidente Donald Trump segue com o caso “em espera”. Há a expectativa de que em breve algumas companhias ocidentais possam receber licenças especiais para continuar a parceria com a Huawei — e isso é muito aguardado pelos orientais, principalmente se o Google puder seguir disponibilizando seus serviços e produtos com o Android.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: