Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,91 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,95 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,51
    +1,69 (+2,65%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +20,00 (+1,10%)
     
  • BTC-USD

    49.139,97
    +340,10 (+0,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.398,00
    +297,75 (+2,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4040
    -0,0085 (-0,13%)
     

Huawei Mate 40 Pro+ suporta serviços Google mesmo após update para HarmonyOS

Renan da Silva Dores
·3 minuto de leitura

Como parte das medidas tomadas para contornar as sanções aplicadas pelos EUA, que a impediram de ter acesso ao Android com serviços Google, a Huawei está desenvolvendo um ecossistema de software próprio, composto pelo sistema HarmonyOS e os Huawei Mobile Services (HMS). O projeto é ambicioso e promete criar uma rede de dispositivos inteligentes, que engloba celulares, carros e outros.

Depois de um longo período de testes e disponibilização a desenvolvedores, a segunda versão do HarmonyOS está próxima do lançamento, sendo liberada a partir deste mês em estágio beta aos consumidores em alguns smartphones da marca. Entre eles está o Huawei Mate 40 Pro+, atual topo de linha da marca que acaba de protagonizar uma situação curiosa.

Mate 40 Pro+ com HarmonyOS suporta serviços Google

Aparentemente, ainda há bastante resistência por parte dos consumidores, com poucos arriscando a instalação do novo sistema da Huawei, especialmente por conta das mudanças de serviços. Aqueles que optaram pelo update relatam notar maior fluidez e boa estabilidade no uso cotidiano, com alguns ainda encontrando surpresas.

Esse é o caso do usuário Xiao1u, que através da rede social chinesa Weibo revelou que a chegada do HarmonyOS não parece afetar a presença dos serviços Google. Em capturas de tela do Mate 40 Pro+, é possível ver que a Play Store segue funcional no aparelho, e que a página principal da conta Google, geralmente localizada no menu de configurações, também continua disponível.

A Huawei ainda não ofereceu razões que justifiquem essa aparente compatibilidade, mas antigos rumores podem ter uma possível explicação: especula-se que, apesar das alegações da Huawei, o HarmonyOS não é exatamente um sistema novo, sendo, na verdade, baseado na versão Open-Source do Android, o AOSP. A empresa, no entanto, nega.

HarmonyOS é "mais completo que Android e iOS"

Durante a feira 2020 Science and Technology List, realizada em janeiro deste ano na China, o presidente da divisão de software da Huawei, Wang Chenglu, garantiu que o HarmonyOS não é uma cópia do Android ou do iOS, e que o sistema é mais completo que seus rivais, tendo como objetivo "enfrentar a era da Internet das Coisas (IoT)".

Em desenvolvimento desde 2016, o HarmonyOS foi originalmente idealizado como solução para aparelhos de IoT (Imagem: Reprodução/Huawei)
Em desenvolvimento desde 2016, o HarmonyOS foi originalmente idealizado como solução para aparelhos de IoT (Imagem: Reprodução/Huawei)

Chenglu revelou ainda que as primeiras linhas de código do sistema operacional da Huawei foram escritas em maio de 2016, tendo assim cerca de cinco anos de desenvolvimento. O executivo afirma que a ideia original do HarmonyOS não era ser um substituto do Android, mas sim um esforço extra da fabricante para expandir a participação no mercado de IoT.

De acordo com vazamentos, os próximos smartphones e tablets da marca sairão de fábrica com o sistema próprio da empresa, mas ainda há dúvidas sobre qual deles será o primeiro. Esperava-se que a linha Huawei P50 estreasse a novidade, mas diversos adiamentos podem ter tirado o posto de pioneiro dos flagships. A expectativa agora fica entre o MatePad Pro 2, novo tablet premium da chinesa, e o Mate 40 Pro 4G, visto recentemente em certificações.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: