Mercado abrirá em 14 mins

Huawei já perdeu US$ 60 milhões com seu smartphone dobrável, diz CEO

Diego Sousa

A Huawei lançou o Mate Xs, versão melhorada do dobrável Mate X, em fevereiro de 2020 por cerca de US$ 2.400 (quase R$ 13 mil em conversão direta). Apesar de pouco acessível, o smartphone agradou público e crítica, vendendo milhares de unidades em questão de segundos, mas não a ponto de reverter o custo de inovar.

O CEO da Huawei, Richard Yu, revelou hoje (09) à imprensa chinesa que, desde o lançamento do dobrável, em fevereiro, a empresa já perdeu mais de US$ 60 milhões (mais de R$ 300 milhões em conversão direta) no setor. Segundo o executivo, o alto preço dos smartphones dobráveis se deve à baixa demanda dos componentes do tipo e o custo de peças premium — um “simples” sensor do P40, por exemplo, custa em torno de US$ 100 (mais de R$ 500).

Novo Mate XS trouxe melhorias no display e hardware atualizado (Foto: Reprodução)

Custo da inovação é alto

Basicamente, Yu deixou claro que o custo da inovação é alto, sugerindo que a Huawei continua disposta a perder para tornar o mercado dobrável mais visível. “Após a redução do custo da cadeia de suprimentos dos dobráveis, é possível obter lucro, não apenas cobrir o preço de venda”, disse o CEO ao site MyDrivers.

De fato, com a chegada de mais empresas no mercado dobrável, a tendência é que o custo da produção diminua. Atualmente, não só a Huawei está apostando no setor, como também Samsung, Motorola, TCL, OPPO, Xiaomi, Microsoft e Lenovo.

Em entrevista à Wired no último dia 30 de março, Richard Yu deu outra declaração a respeito do mercado dobrável. Segundo ele, os dispositivos dobráveis terão preços equivalentes aos modelos atuais em torno de dois anos.

Você concorda com a previsão do CEO da Huawei? Os dobráveis vão se tornar populares um dia? Deixe sua opinião nos comentários.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: