Mercado fechado

Huawei e ZTE são banidas de fundo de infraestrutura em telefonia dos EUA

Wagner Wakka

A Huawei e a ZTE estão oficialmente banidas de projetos financiados pelo Fundo de Serviços Universais (USF, na sigla em inglês) nos Estados Unidos. Em votação na última sexta-feira (22), o Federal Communications Commission (FCC), órgão que regula o setor de telecomunicações no país, votou de forma unânime pelo bloqueio da participação de ambas empresas.

O USF é um fundo voltado para investimentos de infraestrutura em telecomunicações no país. Com este banimento, basicamente a Huawei e a ZTE não podem mais serem pagas com subsídios do governo para investimentos existentes ou futuros de equipamentos nos Estados Unidos.

O documento apresentado pelo órgão também informa uma nova movimentação do FCC de pedir a remoção de equipamentos de redes da Huawei e ZTE que já estão implementados.

Segundo o presidente do FCC, Ajit Pai, o banimento acontece por conta da “proximidade com governo comunista e aparato militar da China”. Ainda, há a preocupação de que tais empresas possam ser usadas para espionagem.

“Ambas companhias estão sob leis chinesas, que abertamente as obrigam a cooperar com qualquer pedido dos serviços de inteligência do país [a China] e manter este pedido em segredo. Ambas companhias já se envolveram em condutas como roubo de propriedade intelectual, suborno e corrupção”, informou Pai na decisão.

As mudanças passam a valer já na publicação da decisão no Federal Register, o Diário Oficial do governo norte-americano.

Fundo

O USF é responsável por investimentos em subsídios de US$ 8,5 bilhões, resgatados de taxas de contas de telefones. Dentro dele, há uma série de programas, como o investimento para infraestrutura das zonas rurais, descontos para pessoas de baixa renda e investimentos para projetos escolares e de pesquisa.

Um dos principais problemas para o país é que regiões de zonas rurais são geralmente alimentadas com infraestrutura da Huawei e ZTE. Dessa forma, o banimento das duas empresas poderia deixar uma série de usuários sem serviço. O FCC já prometeu apresentar um plano para amparar este grupo.

A medida também deve atrapalhar pequenas companhias de telefonia e provedores de internet, que também trabalham com equipamentos da Huawei e ZTE. Por conta disso, o FCC está pedido que tais provedores informem os potenciais custos envolvidos na mudança de equipamento.

O FCC também ainda está investigando o possível banimento de outras empresas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: