Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    60.841,90
    -1.025,19 (-1,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

Huawei bate recorde de novas patentes

JOANA CUNHA
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Protagonista na disputa pela infraestrutura do 5G, a chinesa Huawei diz ter atingido 100 mil patentes ativas no fim de 2020. Segundo a empresa, foram 15 mil novos registros só no ano passado, maior volume anual já adicionado pela companhia. Depois de perder mercado nos Estados Unidos após as restrições impostas pelo governo Donald Trump, a empresa diz que espera um faturamento de US$ 1,2 bilhão (R$ 6,8 bilhões) a partir do licenciamento de suas inovações entre 2019 e 2021. Na venda de celulares com 5G, a Huawei vai cobrar US$ 2,50 (R$ 14) de royalties por unidade vendida com a tecnologia da empresa. Em 2019, a Huawei foi a principal solicitante de patentes na China. Também se destacou na Europa, na segunda posição, e nos Estados Unidos, na décima, segundo critérios da World Intellectual Property Organization (Organização Internacional de Propriedade Intelectual).