Mercado fechado

Huawei bate recorde e chega a US$ 122 bilhões de receita em 2019

Felipe Ribeiro

Apesar de todo a briga comercial com os Estados Unidos, a Huawei bateu recorde de receita e fechou o ano somando US$ 122 bilhões, um crescimento de 18% no comparativo anual. Além disso, a gigante chinesa diz ter vendido 240 milhões de smartphones em 2019, consolidando-se como a segunda principal fabricante do mundo.

"Esses números são inferiores às nossas projeções iniciais, mas os negócios continuam sólidos e permanecemos fortes diante das adversidades", escreveu Eric Xu, presidente rotativo da Huawei, em comunicado aos funcionários.

Ele reconheceu que a Huawei está enfrentando uma campanha "estratégica e de longo prazo" contra seus negócios pelo governo dos EUA e ressaltou que se essa situação persistir por muito tempo, criaria um ambiente ainda mais "difícil" para a empresa "sobreviver e prosperar".

Índia segue parceira

Em outubro, o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, chegou a dizer em uma coletiva de imprensa em Nova Déli, na Índia, que o país, que é o segundo maior mercado de telecomunicações do mundo, "não se submeta inadvertidamente a riscos de segurança indesejáveis" usando equipamentos 5G da Huawei. Não adiantou, pois a Índia autorizou a Huawei a iniciar os testes de aparelhagem e infraestrutura 5G.

"Agradecemos ao governo indiano por sua fé contínua na Huawei", disse Jay Chen, CEO da empresa na Índia, em comunicado. "Acreditamos firmemente que apenas inovações tecnológicas e redes de alta qualidade serão a chave para rejuvenescer a indústria de telecomunicações indiana", acrescentou.

Relembrando

Os EUA colocaram a Huawei em uma espécie de lista negra feita pelo Departamento de Comércio este ano e impuseram novas restrições à sua capacidade de vender - e manter relações comerciais - para empresas americanas. O governo americano também proibiu seus aliados de usarem produtos Huawei na construção da próxima geração de sua infraestrutura de rede de telecomunicações 5G, alegando que a empresa chinesa representa uma ameaça à segurança nacional.

Huawei Mate 30 foi afetado diretamente pela briga Huawei x EUA

Vale lembrar que uma das consequências dessa briga comercial resultou no lançamento de um dos melhores aparelhos do ano sem serviços do Google. O Huawei Mate 30, considerado por muitos o aparelho com as melhores câmeras, não tem acesso a nada que tenha a ver com a gigante das buscas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: