Mercado fechado

HTC segue em má fase e registra sexto trimestre seguido com perdas

Felipe Ribeiro

A HTC encerrou o terceiro trimestre fiscal de 2019 registrando um leve crescimento no mês de setembro, mas nada que compensasse os resultados terríveis de agosto e julho. Com isso, a empresa taiwanesa completou o sexto trimestre seguido registrando baixas em seus resultados financeiros.

A receita total da HTC caiu de NT$ (novo dólar taiwanês) 2,81 bilhões (R$ 384 milhões) para apenas NT$ 2,45 bilhões (R$ 335 milhões) no comparativo trimestral. Para piorar as coisas, as perdas aumentaram para NT$ 2,36 bilhões (R$ 322 milhões), acima dos NT$ 2,23 bilhões (R$ 305) registrados ao final do segundo trimestre.

Por outro lado, a HTC diz que sua margem bruta cresceu de 2,6% para 22,9% desde o último trimestre de 2017, o que configurou o sétimo crescimento trimestral consecutivo neste índice. Além disso, as perdas brutas da marca já mostram uma melhoria considerável no comparativo anual. Para se ter ideia, o total de perdas no ano passado foi de NT$ 2,62 bilhões (R$ 360 bilhões).

A marca destacou seu compromisso contínuo com dispositivos de realidade virtual e o hotspot móvel HTC 5G Hub, disponível para compra através da operadora norte-americana Sprint. A empresa não entrou em detalhes sobre o desempenho de seus negócios de smartphones, apesar de ter lançado recentemente alguns dispositivos de entrada.

Imagem: HTC

Veja parte do anúncio da HTC enviado à imprensa:

No terceiro trimestre, a HTC demonstrou compromisso contínuo em fornecer hardware premium em realidade virtual, juntamente com softwares e serviços para impulsionar o futuro do Vive VR para consumidores e empresas. Os novos óculos VIVE Cosmos, anunciado no verão, criam um novo nível de acessibilidade e facilidade de uso e oferece uma opção que se adapta ao usuário ao longo do tempo, graças à funcionalidade “Modular”. No lado do conteúdo RV, o HTC VIVE Originals traz materiais apresentados no Festival de Cinema de Veneza, com a entrada de cinco trabalhos de RV no festival, que marcou o trabalho pioneiro da HTC em tecnologia e conteúdo imersivo em RV.

O novo CEO da marca, Yves Maitre, revelou em setembro que a HTC planeja um retorno ao segmento de smartphones de última geração. Não se sabe ao certo quando isso se iniciará, mas a expectativa dos analistas é de que a empresa se aventure com dispositivos 5G.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: