Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    48.249,91
    +1.228,28 (+2,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7797
    -0,0062 (-0,09%)
     

HSBC vai sair de varejo nos EUA, promove reestruturação

Lawrence White
·1 minuto de leitura
HSBC em Nova York

Por Lawrence White

LONDRES (Reuters) - O HSBC vai se retirar de operações de banco de varejo nos Estados Unidos, disse à Reuters uma fonte familiarizada com o assunto nesta segunda-feira, em uma estratégia para se desfazer de um negócio que há muito tempo tem desempenho abaixo do esperado. A saída do HSBC da área de banco de varejo nos EUA fará parte da atualização da estratégia do grupo, prevista para ser divulgada na terça-feira, pelo presidente-executivo, Noel Quinn. A venda ou fechamento de suas cerca de 150 filiais restantes nos Estados Unidos, após o fechamento de 80 no ano passado, marcará o fim da luta do HSBC para recuperar uma operação que tem enfrentado dificuldades para se defender de rivais domésticos. Antes da atualização da estratégia, Quinn anunciou nesta segunda-feira mudanças em vários postos importantes no HSBC. O banco nomeou Nuno Matos como presidente-executivo da área de gestão de fortunas, enquanto o diretor de conformidade, Colin Bell, tornou-se presidente dos negócios europeus do HSBC. Michael Roberts foi nomeado presidente do grupo para os Estados Unidos e Américas, enquanto Stephen Moss se mudará para Dubai como chefe dos negócios do Oriente Médio, Norte da África e Turquia, disse o banco. Ao transferir Moss para Dubai, o HSBC disse que está expandindo suas ambições estratégicas no Oriente Médio, sugerindo que a região será uma grande parte da nova estratégia ao lado de um plano existente para 'girar' mais para a Ásia. O banco também disse que está expandindo o mandato do diretor financeiro Ewen Stevenson, que agora também executará o programa de transformação do banco e seus planos de fusões e aquisições.