HP sai de lucro para prejuízo no 4º trimestre fiscal

A Hewlett-Packard teve prejuízo de US$ 6,9 milhões (US$ 3,49 por ação) em seu quarto trimestre fiscal, encerrado em 31 de outubro, em comparação com o lucro de US$ 239 milhões (US$ 0,12 por ação) registrado no mesmo período do ano passado. No pré-mercado em Nova York as ações da empresa caíam 9,10%.

Excluindo itens não recorrentes, o ganho por ação diminuiu para US$ 1,16, de US$ 1,17 um ano antes, e ficou acima da previsão dos analistas ouvidos pela Thomson Reuters, que era de US$ 1,14 por ação. A receita da HP caiu 6,5%, ou 4,0% com ajustes pelo impacto cambial, para US$ 30 bilhões. Os analistas previam US$ 30,43 bilhões.

O trimestre passado foi o quinto consecutivo de queda nas vendas da empresa. A margem operacional da HP passou para uma taxa negativa de 21,7%, da taxa positiva de 2,5% na comparação anual. Os custos e os gastos totais subiram 16%.

Segundo a companhia, a receita da unidade de sistemas pessoais caiu 14%, com declínio de 13% na receita comercial e de 16% na receita com consumo. No segmento de serviços da HP a receita caiu 6,0%, enquanto no segmento de empresas, servidores, estocagem e redes houve queda de cerca de 9,0%. As vendas diminuíram cerca de 5,0% na divisão de impressoras e um dos poucos pontos positivos ficou por conta da receita com software, que cresceu 14%.

Nos três meses até outubro a HP registrou baixas contábeis de US$ 8,8 bilhões relacionadas à unidade Autonomy, dentro do segmento de software. Segundo a empresa, a maior parte das despesas está "ligada a sérias inexatidões contábeis, falhas na publicação de dados e distorções completas" que ocorreram na unidade antes de ela ser comprada pela HP. As informações são da Dow Jones.

Carregando...