Mercado fechado

Hotel paga R$ 2,6 mil em tatuagens e piercings aos novos funcionários

Tatuagens na faixa? Ruby Hotel tem 16 propriedades espalhadas pela Europa (Getty Images)
Tatuagens na faixa? Ruby Hotel tem 16 propriedades espalhadas pela Europa

(Getty Images)

  • Grupo alemão paga R$ 2,6 mil em tatuagens e piercings aos funcionários;

  • Profissionais recebem a quantia após seis meses de empresa;

  • Objetivo é recrutar novos empregados no continente europeu.

Enquanto algumas empresas demandam que os funcionários cubram suas tatuagens e retirem os piercings, outras se oferecem para pagar pelos novos desenhos e perfurações. É o caso do grupo alemão Ruby Hotel, que apostou na abordagem criativa para atrair mais funcionários.

A oferta de emprego inclui um pagamento de 500 euros (R$ 2.611, na conversão direta) para o trabalhador que permanecer no hotel por mais de seis meses. O valor pode ser usado em novas tatuagens, piercings ou até mesmo em um corte de cabelo.

Desde que a estratégia foi lançada em junho, a empresa, que tem 16 propriedades espalhadas pelo continente europeu, viu as inscrições para o processo seletivo saltarem 25% - um aumento significativo, já que este é o período de férias de verão por lá. "Dada a escassez de funcionários na indústria hoteleira em toda a Europa, este é um resultado muito satisfatório", disse Uta Scheurer, vice-presidente de recursos humanos da Ruby, à CNN.

A executiva revelou que busca não só aumentar o quadro de funcionários, como também contratar pessoas que realmente tenham a ver com a proposta da empresa. “Amamos pessoas com personalidade e é isso que queremos comunicar”, apontou, acrescentando que a Ruby procura por quem valorize “caráter, alma e individualidade”.

A campanha, que vai até o final deste ano, também incentiva os profissionais a criarem uma “história de sucesso individual”, ao passo que mostram suas verdadeiras personalidades no ambiente de trabalho. Para que os funcionários atuais não tenham ciúmes dos novatos, o grupo alemão vai pagar uma tatuagem para cada trabalhador que recrutar um novo.