Mercado fechado

Hotéis na Itália reabrem lentamente com testes para Covid-19

Flavia Rotondi e Alberto Brambilla

(Bloomberg) -- No mundo pós-pandemia, luxo é viver como se o vírus nunca tivesse existido. Isso é exatamente o que o Forte Village, um amplo complexo de resorts à beira-mar na Sardenha, na Itália, tenta oferecer a seus hóspedes.

Na chegada, serão realizados testes de anticorpos de resultado rápido e de cotonetes para a Covid-19 para garantir que os hóspedes estejam saudáveis. Aqueles com resultados favoráveis nos testes podem aproveitar as extensas áreas e atividades do resort - que incluem basquete, tênis, toboáguas e um spa de talassoterapia com extensas piscinas de água salgada - sem ter que usar máscaras ou observar qualquer regra de distanciamento. Se o teste for positivo para o Covid-19, serão isolados com assistência médica 24 horas em sua própria vila particular, em uma seção escondida do parque natural de 50 hectares do resort. E se os dois testes fornecerem resultados contraditórios, serão isolados até que dois testes consecutivos para a Covid-19 sejam negativos em intervalos de 24 horas.

“Estamos tentando oferecer a normalidade como um serviço”, diz Lorenzo Giannuzzi, diretor-presidente do Forte Village, que também integrou um aplicativo de rastreamento de contatos para uso dos hóspedes no local.

A Itália foi um dos países da Europa com os piores surtos de Covid-19 e agora avalia como recuperar pelo menos parte dos 13% do PIB que normalmente deriva do turismo. Em 3 de junho, um mês após o início do relaxamento das restrições, a Itália reabriu a fronteira para viajantes da União Europeia e do espaço Schengen, preparando o terreno para a reabertura de hotéis.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.