Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,06 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.777,30
    -2,90 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    55.969,79
    -5.253,19 (-8,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,61 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,67 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    -5,50 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6842
    -0,0369 (-0,55%)
     

Hospital do RS investiga morte de seis pacientes após falha em distribuição de oxigênio

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Seis pacientes morreram no Hospital Lauro Reus - Foto: Divulgação
Seis pacientes morreram no Hospital Lauro Reus - Foto: Divulgação

Seis pacientes que estavam internados no Hospital Municipal Lauro Reus, em Campo Bom, no Rio Grande do Sul, morreram nesta sexta-feira. A Secretaria Estadual da Saúde (SES) confirmou os óbitos e informou que foi instaurada uma investigação para identificar a causa.

As mortes aconteceram após uma falha no sistema de distribuição de oxigênio, mas, de acordo com a própria SES, a falta de oxigênio no centro médico não foi a causa. “Estamos oficiando o hospital neste momento para que tenhamos informações mais detalhadas do ocorrido", explicou o órgão.

Leia também:

"A Secretaria da Saúde, preocupada com a falta de oxigênio nos hospitais gaúchos, oficiou todas as unidades hospitalares para que fosse mantido um estoque mínimo de oxigênio, suficiente para uma semana”, garantiu em nota.

De acordo com a Folha de S.Paulo, o hospital confirmou que houve interrupção no fornecimento de oxigênio para manter a ventilação mecânica dos pacientes internados na UTI e na emergência durante 40 minutos

Rio Grande do Sul enfrenta colapso na saúde

A saúde está em colapso no Rio Grande do Sul. De acordo com a Fiocruz, o estado é o que enfrenta a pior situação em todo o Brasil, com 100% dos leitos de UTI ocupados, segundo números divulgados na última quarta-feira.

Rio Grande do Sul vive colapso na saúde (Photo by Gustavo Basso/NurPhoto via Getty Images)
Rio Grande do Sul vive colapso na saúde (Photo by Gustavo Basso/NurPhoto via Getty Images)

Em Campo Bom, cidade que registrou o primeiro caso de Covid-19 no estado, em março do ano passado, a situação não é diferente. O Hospital Lauro Reus possui dez leitos de UTI e mais nove de retaguarda, sendo que todos estão ocupados por pacientes com coronavírus desde fevereiro.