Mercado fechado

Hospital chinês construído em 10 dias recebe primeiros pacientes; assista!

Rafael Rodrigues da Silva

Desde que a epidemia de coronavírus se iniciou na China, o país tem sido elogiado internacionalmente pela rapidez com que tem tomado atitudes para lutar contra a doença — como, por exemplo, levantar um hospital inteiro em apenas dez dias. E um desses hospitais começou a receber os primeiros pacientes neste domingo (2).

Claro, a infraestrutura ainda não está 100% concluída. A cola usada para unir algumas das placas das paredes ainda não secou, e nem todos os banheiros do prédio possuem um chuveiro instalado. Mas todo o equipamento necessário para cuidar dos quase 800 pacientes (dois por cada quarto) que o hospital comporta já está instalado.

O mais novo hospital de Wuhan está pronto para ajudar a acabar com as filas de milhares de casos suspeitos do coronavírus que ainda não conseguiram uma vaga nos hospitais da cidade para fazer os testes que confirmam ou não se o paciente está infectado.

O vídeo acima, gravado pelo China Media Group, mostra alguns equipamentos de ponta que são usados neste hospital, como o sistema de ventilação que purifica todo o ar do local (para evitar que o vírus seja transmitido pelos dutos de ar e contamine aqueles que ainda não foram infectados) e uma “caixa” nas portas de todos os quartos, onde médicos e funcionários podem colocar medicamentos e alimentos para serem coletados de forma segura por quem está dentro do quarto, evitando assim qualquer possibilidade de contaminação cruzada.

Ainda que o hospital não esteja completamente finalizado, é incrível ver o que como os chineses conseguiram erguer um prédio desse porte, com equipamentos de última geração e pronto para receber um grande volume de pacientes em apenas dez dias.

De acordo com os dados mais recentes da OMS (Organização Mundial da Saúde) publicados nesta segunda-feira (3), existem 17.391 casos de pessoas infectadas com o coronavírus no mundo, sendo que 17.238 destes estão na China. Por enquanto, nem o Brasil e nem qualquer outro país da América Latina possui qualquer confirmação da doença, e todos os casos confirmados no continente americano estão nos Estados Unidos e no Canadá.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: