Mercado abrirá em 8 hs
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,98
    -1,68 (-2,03%)
     
  • OURO

    1.800,40
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    58.925,14
    -1.856,70 (-3,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.414,21
    -60,12 (-4,08%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.554,45
    -74,29 (-0,29%)
     
  • NIKKEI

    28.797,82
    -300,42 (-1,03%)
     
  • NASDAQ

    15.612,00
    +24,75 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4263
    +0,0016 (+0,02%)
     

Honor pode estar se preparando para lançar seu próprio Mate X2

·2 minuto de leitura

A Huawei tinha grandes planos quando anunciou seu primeiro dobrável, o Mate X, ao mundo. Sanções americanas, porém, retardaram planos de expansão e dificultaram o uso do Android e serviços Google pelo mundo, tornando a comercialização de celulares da marca no mercado ocidental um verdadeiro desafio.

Porém, a sua ex-subsidiária, Honor — agora uma empresa independente—, está trabalhando em plenas capacidades e tem anunciado muitas novidades nos últimos meses. Inclusive, um futuro lançamento, ainda para 2021, deverá ser de um smartphone dobrável.

(Imagem: Reprodução/Weibo)
(Imagem: Reprodução/Weibo)

A informação teria vazado via Weibo. Apelidado de Magic X, o modelo seria também a primeira aposta da Honor nesse segmento. Mas, como já vem fazendo, ele teria forte inspiração em um aparelho já lançado pela sua criadora: o Huawei Mate X2.

O insider pontua que haverá diferenças entre os dois, mas basicamente o Magic X chegaria com uma tela externa de 6,5 polegadas e uma interna de 8 polegadas, como o celular da Huawei. Vale lembrar que nessa nova geração a Huawei abandonou o design de tela que dobra para fora, com o Mate X2 adotando o mesmo conceito usado pela Samsung desde o seu primeiro Galaxy Fold.

Dobrável e flagship

Se repetir as especificações também, o Magic X pode chegar com o SoC Kirin 9000 5G, e opções de 8 GB de RAM com 256 ou 512 GB de armazenamento interno. Suas câmeras incluiriam uma principal de 50 MP (f/1.9) com foco PDAF, ultrawide de 16 MP (f/2.2), duas câmeras telefoto (12 MP e 8 MP) para zoom óptico de 3x a 10x, e capacidade para fotografia macro. Considerando o contexto atual, porém, o mais provável é que o chip da Huawei dê lugar ao Snapdragon 888 Plus ou mesmo ao ainda não anunciado Snapdragon 898.

A frontal, então, teria 16 MP de resolução, e o modelo não contaria com lente na tela interna. Outras especificações incluiriam uma bateria de 4.500 mAh com carregamento rápido de 55 W, Bluetooth 5.2, Wi-Fi 6 e USB-C 3.1.

Ainda segundo a publicação, o lançamento estaria previsto para algum momento deste último trimestre. Apesar da previsão genérica, o texto indica que o Magic X poderá custar 10 mil yuans (R$ 8.315 em conversão direta hoje, 1/10).

Vale lembrar que o governo dos Estados Unidos já está de olho também na Honor, em virtude do seu desmembramento da Huawei. No Brasil, os negócios desta estão concentrados no lançamento de vestíveis, como relógios e fones de ouvido. Hoje mesmo ela anunciou uma nova cor do FreeBuds 4i para o país.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos