Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    56.831,02
    -1.925,23 (-3,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Hong Kong quer apenas vacinados em bolha de viagem com Cingapura

Felix Tam e Chloe Lo
·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Como parte da iniciativa para vacinar uma maior parte da população, Hong Kong planeja permitir que apenas pessoas imunizadas contra a Covid-19 possam viajar de avião para Cingapura assim que ambos os governos finalizarem o projeto da bolha de viagens.

“A base para a discussão com Cingapura é que as pessoas que saem de Hong Kong e entram em Cingapura precisam estar vacinadas”, disse a chefe do Executivo, Carrie Lam, em conferência na noite de segunda-feira ao delinear um plano para dar maior flexibilidade aos vacinados em relação às regras de distanciamento social. “Queremos oferecer incentivos para encorajar os cidadãos de Hong Kong a serem vacinados”, disse.

Originalmente programada para começar em novembro, a bolha de viagens entre os dois centros financeiros foi cancelada dias antes de entrar em vigor devido ao aumento dos casos de coronavírus em Hong Kong. A bolha foi adiada novamente em dezembro e está suspensa desde então em meio ao aumento dos casos de Covid-19 em Hong Kong, como um surto no mês passado que foi contido com um dos regimes de quarentena mais rígidos do mundo.

O surto de Hong Kong agora está “obviamente contido”, disse Lam na segunda-feira, com casos diários confirmados na casa dos dois dígitos ou menos nas últimas semanas. A cidade notificou 11.594 casos de Covid-19 no total e 207 mortes.

O agendamento para vacinação em centros do governo de Hong Kong dobrou nas 24 horas anteriores. Lam sinalizou benefícios para pessoas vacinadas, como poder comer com mais pessoas em restaurantes e frequentar bares.

Cingapura também conseguiu controlar o coronavírus e relaxou as restrições, mas o plano para ressuscitar a bolha de viagens com Hong Kong ainda caminha de forma lenta, já que ambos os governos, embora desesperados para abrir as fronteiras, adotam uma abordagem cautelosa.

Ainda assim, Cingapura não planeja exigir que todos os viajantes de Hong Kong sejam vacinados, disse Lam na terça-feira. O Ministério dos Transportes de Cingapura não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

O início dos voos com a bolha de viagens não compensaria as enormes perdas da Cathay Pacific Airways e da Singapore Airlines, mas seria pelo menos uma medida positiva. Sem os mercados domésticos como apoio, ambas as companhias aéreas foram duramente afetadas pela paralisação das viagens internacionais durante a pandemia.

Quando a bolha de viagens proposta foi anunciada pela primeira vez em novembro, as buscas online de voos entre Hong Kong e Cingapura aumentaram 300% em algumas horas, segundo a Trip.com. Também será uma vantagem para hotéis em ambas as cidades, onde as taxas de ocupação caíram com as fronteiras fechadas.

“Espero uma indicação com antecedência do acordo entre os dois lados para que possamos dizer à população de Hong Kong que é hora de viajar para Cingapura novamente”, disse Lam.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.