Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,03
    +0,15 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.867,90
    +2,00 (+0,11%)
     
  • BTC-USD

    40.432,34
    +1.540,17 (+3,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.002,43
    +33,59 (+3,47%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.146,68
    +12,62 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.161,80
    +213,07 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    14.117,00
    -7,75 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1457
    +0,0142 (+0,23%)
     

Hong Kong está sorteando iPhones e carro da Tesla para quem tomar vacina

·2 minuto de leitura

Para acelerar a vacinação contra o coronavírus SARS-CoV-2, autoridades de Hong Kong trabalham em parcerias com grandes empresas locais para a realização de sorteios exclusivos para quem se imunizar. Após receber uma dose da vacina contra a COVID-19, a pessoa pode — se tiver sorte — ganhar iPhones, um apartamento, barras de ouro ou ainda um carro da Tesla.

Apenas cerca de 15,1% da população de 7,5 milhões de moradores de Hong Kong foi totalmente imunizada contra a COVID-19, segundo dados levantadas pela Bloomberg. No caso deles, a baixa imunização nada tem a ver com a falta de imunizantes, mas é explicada pelo desinteresse da população local.

Hong Kong distribui prêmios e realiza sorteios para quem se imunizar contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/Rawf8/Envato)
Hong Kong distribui prêmios e realiza sorteios para quem se imunizar contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/Rawf8/Envato)

Por exemplo, há um baixo número de casos de coronavírus diagnosticados. Atualmente, há cerca de sete novas infecções registradas por dia, e foram apenas 210 óbitos desde o início da pandemia. Além disso, há receios de eventuais efeitos colaterais dos imunizantes contra a COVID-19. No território, estão disponíveis doses da vacina da Pfizer/BioNTech e da CoronaVac (Sinovac). No entanto, a economia local só deve ser retomada quando uma parcela significativa da população estiver imunizada contra o vírus, o que pode preocupar os empresários.

Campanha por vacinação contra a COVID-19 em Hong Kong

Na campanha para incentivar a imunização contra o coronavírus da população local, a empresa CK Hutchison Holdings, do bilionário Li Ka-shing, anunciou, na terça-feira (8), que doaria $ 2,6 milhões (cerca de 13,17 milhões de reais) em vouchers de compras para pessoas que tivessem recebido duas doses e que este valor seria distribuído através de sorteios. Já a New World Development, do também bilionário Adrian Cheng, anunciou a distribuição de subsídios para pessoas de baixa renda que fossem vacinadas.

O engajamento de empresas locais na inciativa é grande e inúmeros empresários estão participando, além dos já citados. É o caso do Lee Shau Kee que deve entregar barras de outro para sorteios ou ainda do Goodman China Logistics Partnership (GCLP) que prometeu sorteios de um apartamento e de um Tesla Model 3. Outras organizações oferecem iPhones, também.

Até o momento, esses incentivos parecem ter alcançando o objetivo de estimular a imunização local contra a COVID-19. Em um dia de ação, mais de 34 mil pessoas agendaram a vacinação, segundo comunicado do governo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: