Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.681,99
    -1.886,16 (-5,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Hong Kong avalia o que fazer com estoque de vacinas sem uso

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Hong Kong estuda opções, incluindo a doação de doses não utilizadas de vacinas contra a Covid-19, algumas das quais devem expirar em agosto, em meio à dificuldade para aumentar a baixa taxa de vacinação na cidade, apesar da alta demanda por imunizantes no mundo todo.

Autoridades irão estimar as vacinas em excesso e discutir como administrar o estoque de imunizantes de mRNA com as farmacêuticas, o que pode incluir o adiamento ou cancelamento das entregas de certos lotes, disse o governo em comunicado.

Outra possibilidade é doar doses para países em maior necessidade por meio de canais como a Covax, da Organização Mundial da Saúde, já que a demanda local por vacinas da BioNTech continua fraca, disse.

Cerca de 840 mil doses de vacinas da BioNTech armazenadas irão expirar em meados de agosto, disse o governo, enquanto 1,05 milhão de doses da fabricante chinesa Sinovac Biotech permanecem sem uso.

Apenas 25% da disponibilidade diária de vacinas da BioNTech está sendo administrada atualmente. Na média diária, cerca de 10 mil pessoas têm solicitado agendamento em centros comunitários, disse o governo, em comparação com a capacidade de mais de 40 mil doses.

O estoque de vacinas sem uso é o mais recente desafio enfrentado pela campanha de imunização mais lenta do que o esperado em Hong Kong, prejudicada pela falta de confiança no governo apoiado por Pequim e por preocupações com efeitos colaterais raros. A relutância generalizada destaca a cidade como exceção global na corrida para obter imunidade coletiva e facilitar a total reabertura.

O governo tem trabalhado para incentivar residentes a se vacinarem com incentivos como a reabertura de bares e menor período de quarentena para pessoas vacinadas.

Apesar de ser um dos poucos lugares no mundo a disponibilizar vacinas para todos os adultos, apenas 12,3% da população de 7,5 milhões foi totalmente imunizada, de acordo com o rastreador de vacinas contra a Covid-19 da Bloomberg, muito atrás de outros centros financeiros, como Londres, com 26,3%, e Singapura, com 25,3%.

O excedente de vacinas pode prejudicar as chances de Hong Kong de receber mais doses no futuro, escreveu e secretária de Alimentação e Saúde, Sophia Chan, em resposta a um parlamentar na quarta-feira.

“Na próxima rodada de negociações de compra com farmacêuticas, podemos não ser capazes de obter resultado tão desejável quanto o da rodada atual”, disse Chan. “Não sabemos se seremos capazes de obter doses suficientes para toda a população de Hong Kong na próxima rodada.”

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos