Mercado fechado

Honda terá novos City hatch e Fit Crosstar (aventureiro) no Brasil

br.info@motor1.com (Fábio Trindade)
Honda City Hatch - Registro no INPI

Inédita versão hatch chegará como opção mais acessível ao Fit para brigar com o Toyota Yaris

Como Motor1.com havia antecipado, a Honda terá o inédito City hatch no Brasil, descolando a linha City que até então fazia par com o Fit. Nesta terça-feira (19), imagens do desenho industrial do inédito modelo apareceram no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial). A explicação para isso é o fato da nova geração do Fit ter ficado mais sofisticada e cara.

Para enfrentar, principalmente, a sua rival japonesa, a Honda terá a inédita linha City formada pela o sedã e hatch, a exemplo da dupla Yaris da Toyota. De acordo com uma fonte ligada à Honda, a nova geração do City ficará posicionada um degrau abaixo do Fit em termos de preço. Também ouvimos que o Fit ficou mais sofisticado que a geração atual, evoluindo muito em construção e também em tecnologia. Como Motor1.com mostrou direto do Salão de Tóquio, o novo Fit terá tens como painel digital, freio de estacionamento eletrônico e novos sistemas de auxílio à condução, além de contar com versões híbridas. 

Novo Honda City - Registro no INPI
Honda City Hatch - Registro no INPI

Inédita dupla Honda City sedã e City hatch será produzida e vendida no Brasil

A produção dos City hatch e sedã por aqui, além do benefício de compartilhar diversos componentes e peças, também resolverá o dilema de classificação do Fit como um hatch, passando a ser configurado definitivamente como um monovolume. Nesta nova geração, inclusive, o modelo destaca ainda mais essa proposta por conta do seu desenho realçado pela coluna A mais adiantada.  

Mais do City:

Explicamos tudo isso para dizer que, desta vez, o City deve assumir de vez o posto de entrada da Honda no Brasil no lugar do atual Fit. Ele evoluiu na nova geração, mas basta ver o interior para termos a certeza de que se trata de um projeto mais barato que o do novo Fit. 

Honda City 2020 - Interior
Honda Fit 2020

Por dentro fica bem claro como o novo City (acima à esq.) é mais simples que o novo Fit (acima) 

Entre as novidades do City, além do estilo e da cabine, está o esperado motor 1.0 turbo de 3 cilindros da Honda, que por aqui deverá ser usado numa inédita versão topo de linha Touring. Já o 1.5 aspirado das demais variantes deve ser trocado pelo novo 1.5 de comando duplo (L15B), com ganhos em desempenho e consumo, como vai acontecer no mercado indiano. 

Honda Fit Crosstar - Registro no INPI
Honda Fit Crosstar - Registro no INPI

Honda escolhe o Fit Crosstar para o Brasil: será o novo WR-V?

Outra dúvida a respeito do novo Fit no Brasil parece ter sido revelada. No Japão, a montadora mostrou algumas versões e duas possibilidades de estilo. A primeira é a tradicional com a grade dianteira bem fechada e que foi criada como uma homenagem à primeira geração do Fit. A segunda foi o Fit Crosstar, versão aventureira, que traz elementos visuais como a grade dianteira maior e formada por uma peça adicional, rack no teto, apliques plásticos nos para-lamas e lateral além para-choques mais elaboradas. Pelo que consta registrado no INPI neste momento, é esta versão que a Honda deve lançar no Brasil.

Veja mais sobre o Fit

O estilo aventureiro também pode ser a justificativa ideal para o Fit Crosstar substituir o WR-V, uma vez que uma nova geração do SUV, mas que sempre foi interpretado como versão aventureira do Fit, apenas para o Brasil parece distante. Resta saber se o Fit Crosstar herdará o nome WR-V por aqui.

Durante a cobertura do Salão de Tóquio, reportagem de Motor1.com perguntou ao designer chefe da linha Fit sobre o possível visual para o mercado brasileiro e a resposta foi a de que seria possível atender o gosto de cada mercado pela oferta de versões apresentadas. Quando questionado sobre o WR-V, não soube explicar. 

Com a produção parada nas fábricas de Sumaré e Itirapina, no interior paulista, até pelo menos junho, a Honda deve sofrer com algum atraso em seu cronograma de lançamentos. Sendo assim, tanto os novos City quanto o Fit podem ficar para 2021. 

Ouça nosso podcast:

 

Your browser does not support the audio element.

Fotos: divulgação e reprodução INPI