Mercado abrirá em 3 h 7 min
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,72
    +3,57 (+5,24%)
     
  • OURO

    1.799,50
    +11,40 (+0,64%)
     
  • BTC-USD

    57.284,44
    +2.908,09 (+5,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.431,90
    -23,51 (-1,62%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.110,12
    +66,09 (+0,94%)
     
  • HANG SENG

    23.852,24
    -228,28 (-0,95%)
     
  • NIKKEI

    28.283,92
    -467,70 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.201,00
    +150,00 (+0,93%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2887
    -0,0598 (-0,94%)
     

Honda anuncia scooter elétrica com três rodas e preço nada simpático

·2 min de leitura

A Honda, que no finzinho de agosto apresentou a U-BE, scooter elétrica urbana que custa menos do que muitos celulares disponíveis por aí (pouco mais de R$ 2,4 mil), anunciou nesta terça-feira (2) sua mais nova aposta para retomar o terreno perdido no segmento. Trata-se da Giro Canopy: e, que já está disponível para compra no Japão.

Ao contrário da U-BE, a Giro Canopy: e não tem como principal atração o preço baixo, mas algumas características bastante peculiares. Para começo de conversa, a scooter elétrica não possui duas, mas três rodas. Além disso, tem pack de bateria removível e, acreditem, um teto (também removível). Isso mesmo: é uma scooter coberta, perfeita para dias de chuva ou garoa.

Segundo o material de divulgação da Honda, ela também é mais potente do que a U-BE, e isso é um dos fatores que justificam o preço mais alto. A Honda U-BE tinha potência máxima de 350 W, ou seja, acelerava somente até 25 km/h. A scooter recém-anunciada, por outro lado, tem potência máxima de 580 W, podendo alcançar velocidade de até 77 km/h. Mas isso tem um lado negativo: a Giro Canopy: e custa o equivalente a US$ 6.295, ou seja, pouco mais de R$ 35,7 mil na conversão atual.

Protegido da chuva

Imagem: Divulgação/Honda
Imagem: Divulgação/Honda

Além de mais potente, ela tem outras especificações bastante curiosas. Uma delas é a possibilidade de o usuário remover o Power Pack, composto por duas baterias que somam 2,6 kWh, substitui-lo por outro e, assim, não precisar ficar parado enquanto elas são recarregadas. O tempo da troca, de acordo com a fabricante, é similar ao que o usuário levaria para encher o tanque, caso ela fosse a combustão.

Imagem: Divulgação/Honda
Imagem: Divulgação/Honda

A última novidade talvez seja a mais curiosa. A scooter elétrica Giro Canopy: e tem um teto que é ligado a um grande pára-brisa. Segundo a Honda, o acessório “garante uma sensação de espaço aberto para dirigir”, ao mesmo tempo em que protege o usuário da chuva. “Ao adotar um limpador de pára-brisa elétrico e um limpador duplo para o pára-brisa, também é possível garantir a visibilidade ao dirigir na chuva”, complementa a marca.

A scooter da Honda ainda tem faróis hexagonais em LED, informações sobre o sistema elétrico exibidas no painel de instrumentos, marcha a ré e um compartimento para carregar objetos de pequeno porte. A Giro Canopy e: sai de fábrica com tomada para carregamento em terminais móveis e duas opções de duas cores: branca e vermelha. Não há qualquer informação sobre a possível chegada dela a outros mercados, como o do Brasil.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos