Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,17
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.792,30
    +6,80 (+0,38%)
     
  • BTC-USD

    56.473,51
    +1.626,13 (+2,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,81 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,68 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,68 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.043,50
    -7,50 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3075
    +0,0693 (+1,11%)
     

Homofobia contra Gil do Vigor: 5 meses depois, entenda a 'punição' sugerida dentro do Sport

·2 min de leitura
Gil do Vigor, torcedor do Sports, visitando a Ilha do Retiro (Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife)

Depois de cinco meses, a comissão de ética do Conselho Deliberativo do Sport apresentou, na última terça-feira, o desfecho sobre as ofensas homofóbicas de um conselheiro do clube contra Gil do Vigor, torcedor do Leão e ex-BBB. A decisão da cúpula foi sugerir uma 'advertência por escrito' a Flávio Koury.

Apesar de protocolada, a decisão ainda não é definitiva. O desfeche do caso, segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Sport, Pedro Lacerda, será debatido no próximo encontro do grupo, que acontece em novembro.

Leia também:

- A comissão de ética apresentou o relatório ao Conselho. Eu, como presidente, vou avisar aos conselheiros que a próxima reunião do órgão será para votação da apreciação do parecer feito pela comissão - disse ao 'ge'.

Conselheiro acusado, Flávio Koury não concorda com a punição por escrito.

- Eu pessoalmente não concordo. Não vi naquele episódio do áudio que foi vazado indevidamente um ato ilícito - afirmou.

Nas redes sociais, Gilberto lamentou o parecer da comissão de ética formada para apurar o caso.

- Não deixarei de amar o meu clube, mas o dia de hoje não foi fácil após essa notícia! Tento não ler sobre, fingir que não aconteceu, pois me traz lembranças que não gosto de lembrar. É triste - escreveu Gil do Vigor.

ENTENDA O CASO

Em maio deste ano, após uma visita de Gil do Vigor à Ilha do Retiro, áudios com ataques homofóbicos de Flávio Koury foram vazados por um dos membros do Conselho deliberativo. 

- Se ele tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no bordel, ou onde ele quisesse, eu não estava nem aí. Mas foi dentro da Ilha do Retiro, né rapaz. Isso é uma desmoralização. Isso é ausência de vergonha na cara. É isso que a gente está vivendo. Esses tempos novos que estão falando, é isso. Não tem mais respeito - disse o conselheiro.

- 1, 2 milhões de visualizações, arretado. 1, 2 milhões de pessoas achando que o Sport só tem "veado", só tem "puto", só tem "galinha", só tem "bixa". É bom, muito bom. Um marketing arretado, vai vender é camisa rapaz. A "veadagem" todinha vai comprar, vai ser lindo - concluiu Flávio Koury.

O caso gerou a revolta de torcedores e outros membros do Conselho Deliberativo do Sport, que pediram a expulsão do advogado do clube.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos