Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    36.403,95
    -3.509,48 (-8,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Homenageado em aniversário, Muricy se emociona e pede vitória do São Paulo de presente na quinta-feira

·2 min de leitura


Coordenador de futebol do São Paulo, Muricy Ramalho completou 66 anos de idade nesta terça-feira e, após o treino do time nesta terça-feira no CT da Barra Funda, ganhou um bolo de presente, ouviu o coro de parabéns do elenco e se emocionou ao acompanhar um vídeo preparado pelo clube com declarações de sua esposa e do seus filhos e netos. Pouco antes disso, o ex-treinador do Tricolor ainda brincou ao pedir aos jogadores de presente uma "vitória na marra na quinta-feira", quando a equipe são-paulina enfrentará o Grêmio, às 20h, em Porto Alegre, ainda pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

Muricy se emocionou ao assistir ao vídeo com as mensagens de felicitações pelo seu aniversário dos seus familiares, entre os quais a filha Fabíola, que está grávida e prestes a lhe dar um novo neto, que se chamará Théo. Ao falar desta homenagem, o coordenador de futebol exaltou o fato de que todos os seus filhos são são-paulinos como ele e também reconheceu que hoje está mais emotivo do que era em seus tempos como jogador e como treinador.

- Queria falar do meu clube, né, e todos eles (seus filhos) têm no sangue o São Paulo também. Então é uma emoção gigante. Eu não sou muito de me emocionar, e não era muito nem quando ganhava muitos títulos. Comecei a me emocionar agora depois de mais de idade. Me emocionei muito no (último) Campeonato Paulista, sem ser treinador. Juntam as duas coisas: a minha família que eu amo e o meu clube de coração, que é o São Paulo - afirmou Muricy em entrevista ao canal SPFCTV, divulgada pelo clube nesta terça à tarde.

De volta ao São Paulo desde janeiro, quando aceitou o convite para ser coordenador de futebol, o ex-comandante se referiu ao fato de que chorou de alegria quando o Tricolor venceu o Palmeiras por 2 a 0 na final do Paulistão, no dia 23 de maio, no Morumbi, onde a equipe, então dirigida por Hernán Crespo, encerrou um jejum do clube de 16 anos sem títulos da competição estadual.

Com o desejo de poder presentar Muricy com uma vitória na quinta-feira, o São Paulo ocupa hoje a 12ª colocação do Brasileirão, com 45 pontos, e enfrentará o Grêmio para livrar o risco de rebaixamento e também para se aproximar da disputa por vagas na Copa Sul-Americana ou na Libertadores nesta reta final do torneio nacional. Após encarar os gremistas, o Tricolor pegará o Juventude na segunda-feira, no Morumbi, e no dia 9 de dezembro fechará a sua campanha diante do América-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos