Mercado abrirá em 5 mins
  • BOVESPA

    124.612,03
    -1.391,83 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.910,53
    +12,74 (+0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,15
    +0,50 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.797,50
    -2,30 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    39.729,88
    +1.346,14 (+3,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    930,73
    +54,50 (+6,22%)
     
  • S&P500

    4.401,46
    -20,84 (-0,47%)
     
  • DOW JONES

    35.058,52
    -85,79 (-0,24%)
     
  • FTSE

    7.005,50
    +9,42 (+0,13%)
     
  • HANG SENG

    25.473,88
    +387,45 (+1,54%)
     
  • NIKKEI

    27.581,66
    -388,56 (-1,39%)
     
  • NASDAQ

    15.011,25
    +63,50 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0956
    -0,0128 (-0,21%)
     

Homem vende recomendações de ações na dark web e acaba preso

·2 minuto de leitura
Símbolo da Deep Web em celular
Símbolo da Deep Web em celular

Um grego que vendia recomendações de compra de ações na dark web, foi preso no Peru e deve ser extraditado para os Estados Unidos em breve, afirmou a Gizmodo.

Na última semana, o usuário da dark web “The Bull” já havia sido identificado pelas autoridades dos Estados Unidos. Após investigações do FBI, foi descoberto que a pessoa por trás do perfil era um grego.

Em suas atividades na internet obscura, The Bull era famoso por vender informações privilegiadas de empresas dos EUA listadas na bolsa. Suas informações eram boas para traders ganharem lucros, aponta os investigadores.

Em troca das vendas promissoras de ações, The Bull pedia Bitcoin como pagamento.

FBI investigou grego que vendia recomendações de ações pela dark web

A prática conhecida como Insider Trading acabou sendo cometida pela dark web. Contudo, o FBI, polícia de investigação federal dos Estados Unidos, estava no local para assistir às negociações, identificando a pessoa.

A negociação em bolsa de valores com informação privilegiada é uma prática considerada criminosa em muitos países, inclusive no Brasil. Quando descoberta neste país, inclusive, é alvo de apuração pela CVM.

A Procuradora Audrey Strauss, de Manhattan, afirmou que os criminosos tem modernizado suas atuações na internet com uso de novas plataformas para disseminar as informações privilegiadas.

“As acusações de hoje [09/07] demonstram o compromisso contínuo de nosso escritório em impedir aqueles que buscam e usam informações privilegiadas para obter uma vantagem ilegal no mercado de ações. Como alegado, ele tentou ocultar seu esquema de negociação privilegiada por trás de software anônimo, nomes de tela e pagamentos de bitcoin.

A Acusação mostra que o comércio de informações privilegiadas usando novas tecnologias ainda produz um resultado decididamente tradicional: uma acusação criminal.”

Homem vendeu um lançamento de uma companhia por R$ 25 mil em Bitcoin

Em apenas um dos casos detectados pelo FBI o grego vendeu informações de uma companhia listada na bolsa por R$ 25 mil, valor pago integralmente em Bitcoin, apontam as investigações.

“Por exemplo, ele ofereceu para venda e vendeu, entre outras informações confidenciais pertencentes a vários emissores de títulos, por cerca de US$ 5.000 em Bitcoin, pelo menos um relatório de ganhos de pré-lançamento desviado de uma empresa de capital aberto”.

Em 2020 Trovias criou um site na dark web chamado Leilão de Informações Privilegiadas, de acordo com o FBI. Ele teria tomado essa atitude após alguns sites que hospedava seus anúncios serem encerrados por autoridades, como o popular AlphaBay Market.

Seu site oferecia aos clientes a opção até de assinatura mensal, onde receberiam informações de companhias da bolsa em primeira mão. Apontado na justiça por cometer crimes de informação privilegiada, ele pode pegar até 25 anos de prisão, somados a outros 20, caso condenado também por lavagem de dinheiro.

Segundo a Gizmodo, ele foi preso no Peru, país vizinho ao Brasil, e deverá ser extraditado para responder ao processo nos Estados Unidos em breve.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos