Mercado abrirá em 7 h 30 min

Homem sofre queimaduras de 2º grau fritando coxinhas em GO: 'Saiu igual um foguete'

Redação Notícias
·2 minutos de leitura
Cleiton Solano sofreu queimaduras ao fritar coxinha em Goiás (Foto: Cleiton Solano/Arquivo Pessoal)
Cleiton Solano sofreu queimaduras ao fritar coxinha em Goiás (Foto: Cleiton Solano/Arquivo Pessoal)

O analista de tecnologia da informação, Cleiton Solano, de 24 anos, sofreu queimaduras de segundo grau em cerca de 15% do corpo ao fritar coxinhas congeladas em casa, em Goiânia, Goiás, na última sexta-feira (9). De acordo com o G1, os salgados começaram ao explodir em contato com o óleo quente.

"Já costumo comprar salgadinhos industrializados, inclusive dessa marca, seguindo as recomendações do rótulo com a temperatura do óleo baixa. Estava fritando tranquilo e a coxinha começou a explodir e saiu igual um foguete, tanto que ficou grudada no teto da cozinha", relatou o jovem ao G1.

Embora tenha experiência com fritar salgados em casa, Cleiton afirma que “não foi qualquer explosão” e que nunca antes tinha acontecido isso. Partes da coxinha e do óleo quente queimaram o rosto, o peito, a barriga e as mãos do jovem.

Após o acidente, Cleiton buscou atendimento médico no Hospital de Queimaduras da capital goiana. De acordo com o atestado médico, o rapaz vai precisar de cinco dias afastado do trabalho para se tratar das queimaduras que acometeram entre 10% e 19% de seu corpo.

Leia também

De acordo com o G1, Cleiton tentou entrar em contato com a empresa responsável pela produção dos salgados, através do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) no sábado (10), mas não conseguiu. O jovem afirmou que que vai procurar a companhia novamente na terça-feira (13).

Ao G1, a fábrica Bonaboca Alimentos Congelados, responsável pela produção dos salgados, explicou que vai verificar o que aconteceu junto ao cliente. O dono da empresa afirmou ainda que não teve esse tipo de incidente até o momento e que os produtos são testados diariamente por um setor de qualidade. A empresa afirma que ainda não foi procurada pelo cliente.