Mercado fechará em 2 h 14 min

Homem se gaba nas redes sociais após agredir namorada: 'Merece mais'

Uma amiga da vítima compartilhou as postagens (Foto: Reprodução)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Postagens foram expostas por amiga da vítima

  • Após denúncia, outras vítimas vieram a público

Um homem é alvo de uma investigação da Polícia Civil em Santos, no litoral de São Paulo, por ter feito postagens no Twitter anunciando que agrediu a namorada – e dizendo que se arrepende “de ter batido pouco”. A vítima deve prestar depoimento nesta sexta-feira (20).

As postagens dele na rede social foram expostas pela estudante Júlia de Sá, de 18 anos – uma amiga da vítima. Ela afirma que a agressão aconteceu na última sexta-feira (13), e que as publicações foram feitas ao longo do final de semana. Os tweets não foram postados ao mesmo tempo – há intervalos de horas entre algumas das frases, que incluem ameaças como “merece mais um lixo desse”.

Leia também

Júlia afirma que, desde que as postagens do agressor se tornaram públicas, ele voltou a ameaçar a vítima por mensagens e ligações. A denúncia dela teve centenas de comentários e compartilhamentos de usuários repudiando a atitude do homem e prestando solidariedade à vítima.

"Ele passou a coagir ainda mais ela e sua família, falando que se isso não parasse, ele agiria de outra forma. Ela ficou machucada, mas apenas com dor muscular, não ficou roxa. Além de agredi-la, ele quebrou o celular dela no meio e o relógio também. Há umas três semanas ele também tomou o celular dela e foi para cima para bater, mas o irmão dele o segurou", conta a amiga em entrevista ao G1.

Os internautas encontraram fotos do rapaz integrando equipes da UJS (União da Juventude Socialista). A organização informa que ele não é mais membro da Direção e não participa da entidade há mais de dois anos. "Não compactuamos de maneira alguma com tal atitude e repudiamos veementemente essa ação. As devidas providências deverão ser tomadas e estamos a disposição para ajudar no que for necessário", declara a entidade.

A amiga da vítima conta que o relacionamento deles começou há cinco meses, e destaca a importância de tornar públicos casos como esse:

 "Estava sempre ofendendo ela. O típico relacionamento abusivo, que grita, humilha e depois pede desculpas e agrada. Apesar das ameaças dele, não tenho medo de denunciar, não podemos nos calar diante de situações como essa.”

As postagens incentivaram outras vítimas do mesmo rapaz a fazerem denúncias. O caso foi registrado no Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santos, onde as vítimas devem prestar depoimento nesta sexta-feira (20).