Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.335,32
    -106,26 (-0,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Homem que organizou voo responsável pela morte de Emiliano Sala é declarado culpado

·1 min de leitura


Após confessar ser o responsável pelo voo que vitimou o argentino Emiliano Sala, em 2019, o empresário britânico David Henderson foi declarado culpado nesta quinta-feira, segundo um tribunal do País de Gales. O atleta viajava de Nantes, na França, para se apresentar ao Cardiff City, mas o avião que o transportava caiu no Canal da Mancha após ficar desaparecido.


Henderson, de 67 anos, era quem estava escalado para pilotar a aeronave, mas delegou a função David Ibbotson, de 59 anos, pouco antes da decolagem. O corpo do piloto nunca foi encontrado. David Henderson imprudência e negligência que poderia ter colocado em perigo o voo.

+ Veja a tabela e os jogos da Champions League

O julgamento, que começou no último dia 18, teve mais de sete horas de deliberações. O júri popular decidiu por considerar David Henderson como culpado e a pena será divulgada no dia 12 de novembro. O empresário pode ser condenado a até sete anos de prisão.

+ Só com “estrangeiros”? Veja atletas que podem pintar nesta sexta-feira na convocação da Seleção

Revelado pelo Bordeaux, Emiliano Sala teve passagens por Crato, Orléans, Chamois Niortais e Caen, até chegar ao Nantes, em 2015. Em janeiro de 2019, foi contratado pelo Cardiff City, mas morreu antes de fazer sua estreia pela equipe, que pagou 15 milhões de libras (R$ 73 milhões à época) pelo negócio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos