Mercado fechado

Turista é internado após manchas no corpo em banho de mar na Bahia

O turista mineiro ficou com o corpo manchado após nadar por 40 minutos no mar de Ilhéus (Foto: Arquivo pessoal)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Uma ativista ambiental também passou mal após entrar no mar

  • Vigilância em Saúde investiga relação com as manchas de óleo

Anderson Gabriel, o turista mineiro que ficou com o corpo manchado após nadar no mar de Ilhéus (BA), foi internado com náuseas e vômito em um hospital da cidade no fim da tarde de segunda-feira (4). A Vigilância em Saúde de Ilhéus investiga se o mal-estar tem a ver com as manchas de óleo no litoral do Nordeste.

O coordenador do órgão, Gleidson Souza, afirma ao G1 que Anderson continua internado no Hospital Regional Costa do Cacau nesta terça-feira (5), sem previsão de alta. O turista conta que ficou dentro da água por cerca de 40 minutos no último sábado. Quando sair, sentiu o corpo arder.

Mais sobre o óleo nas praias nordestinas

“Na praia eu não vi óleo, mas quando eu cheguei em casa que eu fui tomar banho, começou a sair uma água escura e a bucha ficou muito oleosa", lembrou Anderson em entrevista ao G1.

Leia também

Ele foi até uma unidade médica do município no sábado e no domingo por conta do ardor, da coceira e das manchas escuras. Dois dias depois do mergulho, começou a passar mal.

Além de Anderson, uma ativista ambiental também sentiu mal-estar após entrar em contato com a água. Claudia Santana trabalhou como voluntária recolhendo o petróleo nas praia de Ilhéus, e depois sentiu dor de cabeça, dor no estômago e enjoo.

Gleidson afirma que o caso de Anderson ainda é considerado isolado, porque ele foi o único a apresentar as manchas no corpo. Enquanto não saem os resultados dos exames dos dois pacientes, a recomendação da Vigilância é evitar contato com a substância.