Mercado abrirá em 5 h 26 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,06
    -0,20 (-0,28%)
     
  • OURO

    1.813,90
    -8,30 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    38.550,73
    -1.665,41 (-4,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    937,07
    -23,83 (-2,48%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.092,85
    +11,13 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    26.163,98
    -71,82 (-0,27%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.986,50
    +33,75 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1192
    -0,0249 (-0,41%)
     

Homem compra kit de DNA, insere dados em site e é acusado de estupro

·1 minuto de leitura

Um homem norte-americano de 44 anos chamado Jared Vaughn recebeu uma acusação por estupro depois que comprou um kit de DNA e inseriu as próprias informações em um site de rastreamento de genealogia. Segundo a polícia da Florida, trata-se de uma ocorrência de 2007.

Acontece que sua amostra de DNA foi compatível com uma retirada de uma estudante universitária, no ano em questão. “Demorou 14 anos para a resolução neste caso, mas é algo que era importante para nós e era importante para a vítima, para obter algum encerramento neste caso”, disse o chefe assistente da Polícia de Tampa, Ruben Delgado.

O caso relatado foi o seguinte: a vítima estava embriagada ao voltar para seu dormitório na Universidade de Tampa quando um homem (agora identificado como Vaughn) se ofereceu para acompanhá-la até sua casa, e a agrediu assim que chegaram.

(Imagem: ktsimage/Envato)
(Imagem: ktsimage/Envato)

As amostras de DNA coletadas na época não foram comparadas até que o código de Vaughn apareceu no site, e a correspondência foi posteriormente confirmada depois que a polícia conduziu um teste de acompanhamento. “Nosso sucesso depende de informações encontradas em bancos de dados genealógicos públicos”, disse um dos policiais responsáveis pelo caso, Mark Brutnell.

Em 2020, o caso foi revisado para ver se o teste genético poderia revelar alguma correspondência. Demorou quase um ano, mas os detetives conseguiram encontrar uma possível correspondência após uma pesquisa nos bancos de dados de DNA no GEDmatch e no FamilyTree, dois serviços frequentemente usados ​​por pessoas que procuram pesquisar seus ancestrais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos