Mercado fechado

Homem adotado por ex-bispo da Universal mata a mãe com 20 facadas, em Portugal

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Lucas Paulo não apresentou resistência durante a prisão e confessou o assassinato. (Foto: Reprodução)
Lucas Paulo não apresentou resistência durante a prisão e confessou o assassinato. (Foto: Reprodução)

O jovem brasileiro Lucas Paulo, de 23 anos, é apontado como o principal suspeito de matar a mãe, Teresa, de 53 anos, a facadas na casa em que moravam em Seixal, arredores de Lisboa, em Portugal, na segunda-feira, dia 2.

A mulher foi encontrada morta pelo marido, o ex-bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Alfredo Paulo, no chão da cozinha, já sem vida. Lucas, que foi adotado pelo casal, foi preso pela polícia, não mostrou nenhuma resistência e teria confessado o crime.

Conforme o jornal português "Correio da Manhã", o motivo do assassinato foi as intensas reclamações da mãe em relação a falta de interesse do filho com os estudos e trabalho. O laudo mostrou que Teresa tentou lutar pela vida, apresentando marcas de defensiva pelo corpo.

Leia também

O ex-bispo da Universal teria ligado para a polícia na noite de segunda-feira após tentar entrar em contato com a mulher durante várias horas e não ter retorno.

Lucas vai ficar preso por 14 dias no Estabelecimento Prisional de Lisboa, tempo de quarentena em razão do novo coronavírus, e depois será levado à cadeia de Montijo, onde aguardará ao julgamento. O rapaz possui nacionalidade brasileira e portuguesa.

Alfredo Paulo, conhecido por suas fortes críticas à igreja, agradeceu as mensagens de apoio, publicou um comunicado nas redes sociais agradecendo as manifestações e prometeu fazer uma live em breve para explicar o aconteceu. A Universal também se pronunciou, lamentou o ocorrido e pediu orações à família.